Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Música

O que faz

E afinal, quem são os graduados em Música: professores ou músicos? Se você pensou nos dois, escolheu a resposta certa. Os egressos do curso não são músicos que ministram aulas, mas sim, educadores musicais que possuem o domínio de todos os conteúdos, métodos e técnicas relativas aos processos de ensino e aprendizagem da música. Eles possuem conhecimentos acerca da linguagem musical e de expressão através da voz, sendo habilitados a trabalhar com corais. Também integra a sua formação o domínio instrumental. O desenvolvimento do aluno, não somente na área musical, mas do ser humano como um todo, é objetivo dos educadores musicais, que, além do domínio dos requisitos necessários à leitura e à escrita musical, colocam a questão das artes na vida cotidiana. Podem atuar como coordenadores musicais em cursos, exercer as atividades de registro e distribuição de bens culturais e desenvolver materiais didáticos, como partituras, composições e livros.

O que estuda

Com o objetivo de formar profissionais da Educação comprometidos com o fazer musical da realidade na qual estão inseridos, o Curso de Música tem como eixo condutor a expressão vocal. O aluno de graduação estuda uma prática instrumental, que pode ser flauta, violão ou teclado. A teoria musical também é vista, através das disciplinas Percepção e Solfejo (leitura e canto das notas musicais). Buscando uma compreensão do fenômeno musical ao longo da história da humanidade, o graduando recebe lições de História da Música e Cultura e Antropologia Musical. Por se tratar de um curso de formação de professores, integra também disciplinas de fundamentação e aprofundamento sobre as questões educacionais. Fazem parte da integralização curricular: Harmonia, Contraponto, Regência, Didática e Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem na Adolescência.

Área de atuação/Mercado de trabalho

Como educador, o graduado em Música pode atuar em escolas de Ensino Fundamental e Médio, escolas livres de música, conservatórios de música, escolas especiais e organizações não governamentais. Nesses locais, pode ensinar tanto a expressão musical através de instrumentos quanto pela voz. Pode ainda lecionar em cursos de formação presencial ou a distância, atuar na coordenação musical de oficinas culturais, na elaboração de material didático – em editoras – e em instituições culturais. São ainda atividades suas a composição, interpretação e arranjamento. A pesquisa na área e a docência em universidades integram igualmente as suas habilitações.

Como é o curso na UFC

O curso de Música, modalidade Licenciatura, foi criado em Fortaleza no ano de 2006. Atualmente, são ofertadas 40 vagas para turma única. A graduação possui tempo ideal de permanência do aluno de quatro anos, ou seja, oito semestres. A permanência máxima é de sete anos. Trata-se de uma formação diurna, que integra o Instituto de Cultura e Arte (ICA). As aulas, até 2011, eram realizadas na Casa de José de Alencar, em Messejana, mas agora ocorrem no Campus do Pici. Já em Sobral ingressam, desde o início de 2012, por ano, 40 estudantes no período noturno.

Mais sobre o curso

Música - Fortaleza

Música - Sobral

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo