Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Censo comprova crescimento da UFC nos principais indicadores de qualidade

Imagem: O reitor Henry Campos elogiou a equipe responsável pela elaboração dos dados, capitaneada pelos professoresl Ciro Nogueira Filho e Joaquim Bento Cavalcante Neto (Foto: Ribamar Neto/UFC)O Censo da Educação Superior 2018 revela que a Universidade Federal do Ceará manteve a tendência de crescimento em seus principais indicadores de qualidade. No ano passado, a Instituição elevou o número de alunos matriculados, garantindo também o aumento do total de estudantes com apoio social. Além disso, foi observado um incremento na quantidade de formados e uma redução no trancamento de matrículas. Os dados foram apresentados na quinta-feira (30) ao reitor Henry Campos.

A UFC matriculou, em 2018, 29.620 alunos, uma soma que supera em 432 matrículas o número de 2017 e em 2.252 o de 2016. Nesse período de dois anos, também houve um acréscimo de 1.650 estudantes com apoio social, totalizando 6.399 alunos beneficiados em 2018. O apoio social é ofertado pela UFC na forma de alimentação, moradia, transporte, material didático e bolsas de trabalho e de permanência. Em 2018, a Universidade possuía, no primeiro semestre, 9.490 alunos em vagas reservadas ao ensino público e, no segundo semestre, 9.660 alunos.

Veja outras imagens da apresentação dos dados ao reitor no Flickr da UFC

O censo também aponta que o total de concluintes dos cursos de graduação cresceu de 3.102 para 3.557 de 2017 para 2018, intervalo no qual o total de trancamentos de matrícula caiu de 1.718 para 1.248. Também nesse período houve aumento no número de alunos com atividades extracurriculares, isto é, o quantitativo de estudantes com atividades de pesquisa, extensão, monitoria e estágio extracurricular (não obrigatório) passou de 5.055 para 6.399. No comparativo com 2016, esse montante contou com uma adição de 1.492 alunos.

Os dados mostram ainda a elevação na qualificação do corpo docente da UFC. O número de professores com mestrado cresceu, de 2017 a 2018, de 302 para 417 e, com doutorado, de 1.636 para 1.794. Esse incremento no grau de instrução também se reflete entre os servidores técnico-administrativos. Enquanto houve decréscimo no número de servidores com níveis fundamental, médio e superior, houve acréscimo no número daqueles com especialização, mestrado e doutorado.

"O censo mostra nitidamente uma evolução de nossa Universidade em relação aos indicadores que medem qualidade. E uma melhora crescente nos últimos três anos. Isso é relevante, porque são esses dados que vão exercer influência direta sobre a matriz de financiamento do MEC", destaca o reitor Henry Campos. São esses dados do censo referentes a 2018 que são utilizados pelo Ministério da Educação (MEC) como base para o orçamento de 2020 das instituições federais de ensino.

O reitor elogiou a equipe responsável pela elaboração dos dados, capitaneada pelo pesquisador institucional Ciro Nogueira Filho e pelo diretor-executivo da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), Joaquim Bento Cavalcante Neto. "A execução desse trabalho de maneira primorosa dá à Universidade uma capacidade de trabalhar e planejar muito melhor as futuras ações, dispondo de dados tão concretos", avalia.

O Prof. Ciro Nogueira explica que o Censo da Educação Superior fica a cargo do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), vinculado ao MEC, que compila as informações repassadas pelas instituições de ensino superior do País. O Censo 2018 será divulgado posteriormente pelo INEP.

Os dados de cada universidade são auditados por outra universidade, escolhida por sorteio. No caso da UFC, as informações foram auditadas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). "O resultado da auditoria dos nossos dados foi muito positivo, tivemos um número mínimo de inconsistências, que logo foram resolvidas. No ano passado, batemos o recorde: tivemos apenas 19 inconsistências. E agora tivemos apenas 3, um novo recorde", comemora Ciro Nogueira.

Cerca de 80% dos dados do censo são referentes às atividades de graduação. O diretor da Divisão de Indicadores de Graduação e Registros Estatísticos da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), Rafael Farias, afirma que o censo permite "um panorama muito eficiente para que a pró-reitoria elabore medidas que possam melhorar a qualidade do ensino e assim também os indicadores". Ele acrescenta que o censo é o documento usado pelos rankings internacionais para medir a qualidade das universidades.

Para o diretor-executivo da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), Joaquim Bento Cavalcante Neto, a elaboração do censo na UFC tem observado diversos avanços nos últimos anos, com foco em planejamento, na melhoria de processo e em parcerias com as pró-reitorias. "Esse tripé faz com que a gente hoje tenha um processo maduro, bem consolidado. A ideia é manter esses ganhos e melhorar ainda mais, para ter um processo quase que automático".

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: (85) 3366 7331

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300