Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Edição crítica de "Os Maias", de Eça de Queirós, é lançada no Museu de Arte da UFC

Iagem: Capa da edição crítica de "Os Maias"O escritor lusitano Eça de Queirós (1845-1900), um dos principais nomes da literatura em língua portuguesa, recebeu em terras brasileiras, na tarde dessa quinta-feira (8), mais uma homenagem a sua obra e a seu legado. A edição crítica do livro Os Maias – episódios da vida romântica foi lançada em solenidade no Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC). A nova edição de Os Maias foi uma iniciativa conjunta da Imprensa Universitária da UFC e da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM), de Portugal. O projeto também teve a colaboração dos professores Carlos Reis e Maria do Rosário Cunha, da Universidade de Coimbra. Originalmente, a obra foi publicada em 1888.

Segundo o Prof. José Carlos Siqueira, do Departamento de Literatura da UFC, a ideia da publicação surgiu no ano passado durante o III Encontro Internacional do Grupo Eça, que reuniu em Fortaleza estudiosos brasileiros e portugueses dedicados à obra do escritor. Em vida, Eça de Queirós teria visto apenas uma única edição de Os Maias, considerada por especialistas como sua obra-prima e um dos mais importantes romances do realismo português do século XIX.

"Uma edição crítica tem por objetivo fixar o melhor texto de determinado autor, a fim de possibilitar à posteridade o registro mais adequado de sua arte e de seu pensamento. Na pesquisa, é um instrumento primordial para se obter análises pertinentes e interpretações justificadas de uma obra específica", explicou o Prof. José Carlos.

Veja outras imagens do evento no Flickr da UFC

Imagem: Prof. José Carlos, Descartes Gadelha e Angela Gutiérrez prestigiaram o lançamento do livro (Foto: Ribamar Neto/UFC)Convidado para elaborar a capa do livro, o artista plástico e doutor honoris causa da UFC Descartes Gadelha falou ao público sobre o processo criativo envolvido nesse trabalho. Em tempo recorde, produziu uma pintura a óleo retratando Eça de Queirós e estabeleceu o diálogo de linguagens entre as artes visuais e a obra do célebre escritor português. "O único animal que precisa de arte para viver somos nós, os humanos. Os antropólogos provam que, desde 40 mil anos, um pouco mais até, a arte está presente na sociedade", declarou.

O reitor da UFC, Prof. Henry Campos, agradeceu a todos os envolvidos no projeto e, em especial, ao artista Descartes Gadelha, que possui uma sala permanente de exposição no MAUC, tendo doado generosamente mais de 350 obras para o museu, inclusive cedendo os direitos de reprodução. A respeito do escritor homenageado, citou ainda uma frase de Carlos Heitor Cony (1926-2018): "Ninguém soube captar o melhor do ser humano no seu ridículo, na sua fragilidade de barro. O forte de Eça de Queirós não era a trama, mas o uso magistral das palavras".

O reitor também recomendou que a produção editorial da UFC seja amplamente distribuída em bibliotecas, instituições educacionais e entidades coirmãs. "A Universidade tem dessas riquezas e desses milagres, e só na Universidade a gente consegue ter coragem para, em um momento tão duro de nossa história, encontrar força e celebrar a inteligência. É um presente e uma alegria para a UFC lançar a edição crítica de Eça de Queirós", comentou Henry Campos.

Imagem: O reitor Henry Campos recomendou que a produção editorial da UFC seja amplamente distribuída em bibliotecas, instituições educacionais e entidades coirmãs (Foto: Ribamar Neto/UFC)Ao fim, exemplares da obra foram distribuídos entre os presentes. A edição crítica do livro Os Maias será novamente lançada durante a programação da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, entre os dias 16 e 25 de agosto, no Centro de Eventos.

A solenidade teve a participação do ex-reitor da UFC Paulo Elpídio de Menezes Neto; do pró-reitor de Relações Internacionais da UFC, Prof. José Soares; do pró-reitor de Planejamento e Administração da UFC, Prof. Almir Bittencourt; da pró-reitora de Extensão da UFC, Profª Márcia Machado; do diretor do Instituto de Educação Física e Esportes da UFC, Prof. Antônio Barroso Lima; do diretor do CETREDE, Francisco de Assis Melo; do diretor da Imprensa Universitária, Joaquim Melo de Albuquerque; da diretora do MAUC, Graciele Siqueira; e da presidenta da Academia Cearense de Letras (ACL), Angela Gutiérrez.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: (85) 3366 7331

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300