Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

MAUC promove nesta quarta-feira (16) seminário 100 Estrigas: memória e legado

Imagem: foto de Estrigas em seu ateliê segurando uma gravuraO Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC) promoverá, no dia 16 de outubro, o seminário 100 Estrigas: memória e legado, com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do Minimuseu Firmeza. O evento integra a programação de comemoração do centenário de nascimento de Nilo de Brito Firmeza, o Estrigas.

A programação será composta por mesas-redondas sobre a obra do pintor, contando ainda com o lançamento do livro A grande arte de Estrigas, organizado pelo Prof. Gilmar de Carvalho, docente aposentado do Instituto de Cultura e Arte da UFC.

O evento acontecerá das 14h às 19h, no auditório do MAUC. Para participar, não é necessário se inscrever, no entanto, a participação está condicionada à lotação do espaço. Serão emitidos certificados para os presentes, desde que assinem a lista de presença e enviem uma solicitação para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O MAUC está localizado na Av. da Universidade, 2854, no Benfica. A programação completa do evento pode ser encontrada no site e nos perfis do museu no Facebook e no Instagram.

O ARTISTA – Nilo de Brito Firmeza ganhou o apelido de Estrigas ainda na infância. Graduou-se em Odontologia e atuou em diversas instituições como dentista, mas era no sítio em que vivia com a esposa, a também artista Nice Firmeza, que ele mantinha seu consultório, ao lado do ateliê. Desde 1969, o sítio no Bairro Mondubim abriga o Minimuseu Firmeza, espaço que reúne obras de arte e um importante acervo documental dos movimentos artísticos no Ceará.

Como artista, Estrigas queria expressar seu traço de forma livre do academicismo que vigorava na época. Foi assim que, ao lado de outros nomes como Antônio Bandeira e Aldemir Martins, iniciou um movimento de renovação nas artes plásticas cearenses. Em 1953, assumiu a presidência da Sociedade Cearense de Artes Plásticas e criou a Escola de Belas Artes do Ceará, voltada para o ensino artístico. Estrigas foi ainda escritor e crítico de arte, tendo trabalhado para jornais e revistas cearenses, especialmente sobre o movimento modernista e suas reverberações na cena local. Atuou também como coordenador de um programa pioneiro na inserção da arte-educação nas escolas do País.

Fonte: Museu de Arte da UFC – fones: (85) 3366 7481 e 3366 7480

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300