Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

UFC e Instituto Myra Eliane lançam concurso de monografias sobre obra de Raimundo Girão

Mesa do Gabinete do reitor com várias pessoas sentadas representantes da UFC e do Instituto Myra ElianeO reitor da Universidade Federal do Ceará, Prof. Cândido Albuquerque, e o presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz, lançaram na tarde de segunda-feira (2) o Concurso de Monografias Pequena História do Ceará 2019 — uma releitura da obra de Raimundo Girão, voltado para alunos matriculados em curso superior da rede pública ou privada, de qualquer parte do Brasil. As inscrições ficam abertas até o dia 27 de março de 2020 no site do Instituto, onde pode ser acessado o edital do concurso.

Este é o segundo concurso de monografias realizado em parceria entre a UFC e o Instituto Myra Eliane, entidade cearense sem fins lucrativos, voltada para o incentivo à educação. O primeiro, realizado ano passado, contemplou a obra O Cearense, de Parsifal Barroso. No lançamento desta nova edição, ocorrida no Gabinete do Reitor, os dirigentes das duas entidades assinaram a portaria designando os componentes da comissão julgadora do concurso, que ficará sob a presidência do ex-reitor da UFC, Prof. Paulo Elpídio de Menezes Neto.

Os demais integrantes são: Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez, presidente da Academia Cearense de Letras, escritora e professora aposentada da UFC; José Eurípedes Maia Chaves Júnior, escritor e neto de Raimundo Girão; José Batista de Lima, escritor e professor da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), e Luís Sérgio Santos, jornalista e professor do Curso de Jornalismo da UFC, todos presentes ao lançamento.

Veja mais imagens do evento no Flickr da UFC

Como especificado no edital, “o concurso tem como função estimular universitários e pesquisadores nos campos da história, sociologia e antropologia e, ao mesmo tempo, homenagear o advogado, historiador, escritor e político brasileiro Raimundo Girão que, em seu livro Pequena História do Ceará, de 1953, retrata em uma narrativa cronológica e minuciosa a história do Ceará desde o descobrimento do Brasil”.

Na obra, Raimundo Girão tratou da formação étnica, social, econômica e político-administrativa do Estado do Ceará, além de abordar o desenvolvimento político, do império à república, assim como a formação espiritual do povo. Em agosto deste ano, a UFC e o Instituto Myra Eliane relançaram a quinta edição do livro Pequena história do Ceará, com prefácio de Igor Queiroz Barroso, e posfácio do então reitor da UFC, Prof. Henry Campos. Nela foram mantidas a ortografia, a tipologia e a normalização da época de sua última revisão, realizada pelo próprio autor da obra, em 1984.

PREMIAÇÃO – As monografias, no estilo ensaio, devem ser inéditas e apresentadas em qualquer plataforma de publicação, analógica (livro e outros) ou digital. O resultado do concurso está previsto para ser divulgado em abril de 2020.

Os autores das três melhores monografias receberão os seguintes prêmios: 1º lugar: R$ 10 mil e um iPhone; 2º lugar: R$ 5 mil e um notebook; e 3º lugar: R$ 3 mil e um iPad. Além disso, terão seus textos publicados em uma coletânea. A solenidade de premiação e o lançamento da coletânea acontecerão em local, data e horário a serem posteriormente informados.

Imagem: O presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz, e o reitor da UFC, Cândido Albuquerque, assinaram a portaria designando os integrantes da comissão julgadora do concurso (Foto: Viktor Braga)Para o reitor Cândido Albuquerque, é uma felicidade a UFC participar dessa iniciativa com o Instituto. Ele considera que o concurso busca estimular novos pesquisadores e resgata importante obra sobre a história do Ceará. Ao fazer a releitura do livro de Raimundo Girão, os autores das monografias contribuirão para que se entenda melhor a participação desse escritor na história do Ceará e do Brasil. Ao se dirigir à comissão julgadora, o reitor expressou todo o apoio e colocou a estrutura da UFC à disposição.

O Prof. Paulo Elpídio, como presidente da comissão julgadora, avalia que o concurso vem preencher lacunas na forma como é estudada a história do Ceará. Segundo ele, muitas pessoas pesquisam o tema, mas “falta sistematizar de maneira regular esse assunto na academia” e nada melhor do que um concurso em que os participantes vão se inspirar naquele que é considerado “um dos maiores intérpretes do Ceará”.

Já o presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz, considera que “um povo sem história é um povo sem alma” e que esse concurso colabora para que nosso povo conheça a própria história, além de incentivar o surgimento de novos pesquisadores. Também estiveram presentes à solenidade de lançamento do concurso o vice-reitor, Prof. Glauco Lobo; o superintendente do Sistema Verdes Mares, Pádua Lopes; e a diretora do Instituto Myra Eliane, Valéria Serpa.

SOBRE O HISTORIADOR – Raimundo Girão (1900-1988) nasceu em Morada Nova, no Ceará. Como político, desempenhou as funções de prefeito de Fortaleza, ministro do Tribunal de Contas do Estado e secretário da Cultura do Estado. Escreveu principalmente sobre a história e a geografia do Ceará. Entre suas obras estão História econômica do Ceará; Pequena história do Ceará; A abolição no Ceará; Evolução histórica cearense; Geografia estética de Fortaleza e Famílias de Fortaleza (apontamentos genealógicos). Também escreveu sobre a UFC em História da Faculdade de Direito do Ceará.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: (85) 3366 7331

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300