Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Bolsas vão para 1.920 estudantes vulneráveis e acolherão projetos de aprendizagem cooperativa

Imagem: Programa de Bolsas UFC 2020A administração superior da Universidade Federal do Ceará reafirma que não haverá corte de bolsas estudantis na UFC e que o Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (PACCE) estará presente no edital de concessão de bolsas da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis. No total, 1.920 estudantes serão beneficiados pela PRAE, conforme a Portaria nº 191, de 3 de dezembro de 2019.

A portaria define critérios para aumentar a democratização e eficiência dos programas, priorizando os estudantes socialmente mais vulneráveis. Ela inova ao abrir a possibilidade de criar células de aprendizagem cooperativa em todas as 17 unidades acadêmicas.

O edital em elaboração pela PRAE prevê que os projetos submetidos a ele pelas unidades acadêmicas poderão ter até 15 bolsistas cada um. Além disso, as bolsas do Programa Bolsa de Iniciação Acadêmica (BIA) terão duração ampliada de nove para dez meses.

As bolsas do BIA (que a partir de agora incluem o PACCE) atendem estudantes em condição de vulnerabilidade econômica e social, prioritariamente entre o primeiro e o quarto semestres, com o intuito de evitar a evasão. A partir do edital, os bolsistas de iniciação acadêmica poderão ser orientados também por servidores técnico-administrativos.

Entre as novidades previstas, foi criado o mecanismo da portabilidade. O pró-reitor de Relações Internacionais, Prof. Augusto Albuquerque, explica que, com isso, a partir do segundo semestre, o estudante poderá transferir seu auxílio para outros projetos ofertados pelas demais pró-reitorias, desde que isso ocorra de comum acordo entre a PRAE e os coordenadores do projeto de origem e de destino.

ENTENDENDO AS MUDANÇAS – A UFC está aperfeiçoando a política de distribuição de benefícios estudantis para ampliar oportunidades oferecidas aos alunos e adequar sua alocação ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Trata-se de um conjunto de diretrizes estratégicas que visam alinhar a distribuição à evolução da Universidade e de seus programas.

O tema é tratado pela Portaria nº 191, de 3 dezembro de 2019, que vinha sendo debatida desde outubro do ano passado com os diretores das 17 unidades acadêmicas da UFC. Durante os encontros, os gestores apresentaram críticas e sugestões ao documento, acolhidas pela administração superior. O documento atende às premissas da Resolução nº 8 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), de 26 de abril de 2013.

A titular da PRAE, Profª Geovana Cartaxo, lembra que no dia 18 de dezembro foi realizada reunião com a coordenação-geral do PACCE de Fortaleza e dos campi do Interior para estabelecer dispositivos que permitissem a continuidade do programa. Uma nova reunião ocorre na tarde desta quinta-feira (9).

A pró-reitora ressalta que todos os ajustes introduzidos nos programas tiveram por objetivo aumentar sua eficácia e ajustar seus critérios aos previstos no Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), permitindo sua democratização e difusão para as várias unidades da Universidade. Ela lembra que o edital da BIA será flexibilizado justamente para atender aos projetos de aprendizagem cooperativa.

BENEFÍCIOS DA PORTARIA – O aperfeiçoamento da política de distribuição dos benefícios estudantis trouxe uma série de ganhos. Uma das medidas é estender para todo o Interior a oferta de bolsas de Programas de Educação Tutorial (PET). Atualmente, unidades como os campi de Russas e de Crateús não contam com essa modalidade. Outra iniciativa incluída nas diretrizes é a possibilidade de que estudantes envolvidos com ações de empreendedorismo e inovação possam, eles próprios, pleitear suporte para seus projetos e startups.

Outras modalidades também terão aporte. O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) teve aumento de 60% no número de discentes atendidos. O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) também ganhou, passando a ofertar 40 benefícios.

Leia também: Nota explicativa do reitor Cândido Albuquerque sobre a reformulação da política de bolsas

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: (85) 3366 7331

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300