Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

LEHAB conclui formação de lideranças comunitárias em políticas urbanas e gestão pública

Pessoas reunidas em sala de aula ao redor de um professor O Laboratório de Estudos da Habitação (LEHAB), vinculado ao Departamento de Arquitetura, Urbanismo e Design da Universidade Federal do Ceará, finaliza nesta semana formação sobre democracia, orçamento e cidade para lideranças comunitárias.

O encerramento do curso Gestão Democrática, Orçamento público e Políticas Urbanas: Reflexão e Ação ocorrerá nesta terça-feira (21), a partir das 18h30min, no salão da Juventude em Busca de Deus (Rua Aspirante Mendes, 39, São João do Tauape). Na ocasião, serão apresentados os trabalhos finais dos participantes do curso, que constam de exercícios práticos de análise do orçamento municipal nas áreas de urbanismo e política de habitação. A entrada é franca e o evento é aberto ao público. 

O curso teve 12 encontros (desde novembro de 2019) e formou 35 lideranças, de diferentes bairros de Fortaleza. Dividida em quatro módulos, a formação, realizada na UFC, abordou temas como políticas urbanas, planejamento, mobilidade urbana, moradia, saneamento básico, conflito distributivo e modelo de cidade. Para os participantes, haverá certificação concedida pela Pró-Reitoria de Extensão da UFC.

A formação foi promovida pelo LEHAB, pelo Fórum Permanente de ONGs de Defesa de Direitos de Crianças e Adolescentes do Ceará (Fórum DCA Ceará) e pela Fundação Marcos de Bruin. O ciclo formativo contou ainda com o apoio do Observatório das Metrópoles; do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (CEDECA); do Escritório de Assessoria Jurídica Popular Frei Tito (Assembleia Legislativa do Ceará); e das organizações Coordenadoria Ecumênica de Serviços (CESE) e Visão Mundial. 

CONTEXTO – Segundo o relatório da Organização das Nações Unidas (2013), Fortaleza ocupa a 5ª posição do ranking entre as cidades mais desiguais do mundo. A população com maior poder aquisitivo está concentrada em apenas 10 bairros da capital cearense, com renda média familiar que ultrapassa 10 salários mínimos. Por outro lado, em cerca de 100 bairros predomina uma renda média entre zero e três salários mínimos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2010).

Estimativas do Plano Local de Habitação de Interesse Social (2013) preveem que mais de 40% da população fortalezense vive atualmente em assentamentos precários. Isso representa mais de um milhão de pessoas morando em 843 territórios, dentre os quais 622 são favelas, e os demais, distribuídos entre cortiços, loteamentos irregulares e conjuntos habitacionais precários. 

Fonte: Laboratório de Estudos da Habitação (LEHAB) da UFC – e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300