Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Comida?! Eu ouvi comida? Dicas e opções gastronômicas para todos os gostos durante o distanciamento social

Logomarca da seção BuzzUFC sobre fundo verde, com o texto "Eu ouvi comida?" ao centroCozinhar é uma forma de amar os outros. A afirmação é do escritor moçambicano Mia Couto 🧐📚, e a gente concorda. Com o coração quentinho e o estômago satisfeito, no BuzzUFC desta sexta, resolvemos investigar se a comunidade acadêmica da UFC vem levando a sério no fogão e na mesa esse "all you need is love" 🎶.

Como nossos estudantes, professores e servidores técnico-administrativos têm se virado na cozinha neste período? São dignos do mezanino do Masterchef Brasil 🏆 ou seus talentos culinários não passam de feijão em pote de sorvete? 💔 Não importa se você é meio Joey Tribianni de Friends (que gosta de comer tudo sozinho) ou se tem espírito de vovó Juju 👵, que só sossega quando vê todo mundo para lá de saciado. Coloque a sua camiseta sincera "EU VIM PELA COMIDA" 👕, e vamos ver a lista completa deste BuzzUFC sobre alimentação, que está variado e colorido, um prato cheio! 🍽 #eita

1. Sdds RU <3

Animação mostra personagens do filme Meninas Malvadas almoçando em refeitório

Saudade do RU que me fazia ter uma dieta balanceadaLetícia Neri, estudante de Engenharia de Computação.

Comendo tanto frango quanto comia no RU Deborah Grace, estudante de Gestão de Políticas Públicas.

Aquela vontade de comer só o que não tem em casa: quem nunca?! Os frequentadores mais assíduos do Restaurante Universitário da UFC podem até tentar reproduzir em casa as iguarias do menu, como o vinagrete, a paçoca de carne, o purê de batatas... mas a maior saudade relatada, por muitos usuários, é do acesso a uma alimentação balanceada e com um preço simbólico. 💸 

Suporte fundamental aos estudantes, especialmente aqueles em situação de vulnerabilidade socioeconômica, o Restaurante tem funcionado de maneira diferenciada em prol da comunidade acadêmica nesses tempos de pandemia. Refeições têm sido entregues em casa para alunos residentes e beneficiados pelas políticas assistenciais da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE). 

A equipe de nutricionistas do RU lançou também uma cartilha educativa com dicas e informações sobre alimentos que ajudam a aumentar a imunidade, fundamental para ajudar a dizer #xôcoronavírus! O material está disponível em nossa plataforma colaborativa. Na conta @rudaufc no Instagram, a equipe também tem publicado dicas e receitas. Corre lá e dá uma conferida!

2. Comer, rezar e amar

Animação mostra mulher passando mel em torradas

As professoras do Curso de Gastronomia estão dando excelentes dicas Augusto Lobo, estudante de Gastronomia.

Esse movimento que a gastronomia faz dentro da nossa casa é um importante laço de união, de resgate de sabores, de saberes, de cheiros e de matar a saudade. Então, fiquem em casa e continuem matando a saudade através da mesa Mattu Macedo, professora do Curso de Gastronomia.

Primeiro, a hidratação, com dois litros de líquido por dia, é muito importante. Depois, o consumo de algumas vitaminas e minerais, como as vitaminas C e D, zinco e selênio, que você vai encontrar em alimentos saudáveis, frutas, verduras, produtos de origem animal de alto valor biológico (como ovos e carne) e castanhas Adriana Camurça Siqueira, professora do Curso de Gastronomia.

O aluno recomendou, e as professoras atestaram: faz um bem danado falar de comida e fazer comida! Como não podia deixar de ser, o Curso de Gastronomia da UFC é onde mais se fala de cozinha em nossas redes. Fica a dica de dois projetos legais para acompanhar: o primeiro, chamado Gastronomia em Movimento, tem se dedicado durante a quarentena a compartilhar imagens de encher os olhos daqueles que acordam pensando no almoço e almoçam pensando na janta. Sério, as fotos são I-N-C-R-Í-V-E-I-S. E ainda dá para acompanhar por lá uma série de lives sobre temas variados do universo gastronômico, com mediação da professora Mattu Macedo.

Quem também vem falando de comida na Internet é o projeto de extensão Educação Alimentar e Nutricional para Todos, também vinculado ao Curso de Gastronomia. Quem está à frente são as "nutris" Diana Carvalho e Adriana Siqueira. Por lá, estão rolando receitas de probiótico, lives sobre alimentação saudável e várias orientações para levar a imunidade lá para cima. Ah, e todo semestre o projeto abre inscrições para uma série de atividades abertas ao público, com palestras, consultas com nutricionistas e oficinas gastronômicas. Quando as atividades presenciais voltarem, é ficar de olho na programação e #partiu!

3. Meu país Ceará

Foto mostra o personagem Suricate Seboso com um enorme prato de comida e a frase "Homi, traga a bacia"

Muita comida nordestina Virgínia de Sousa, estudante de Gastronomia.

Agora fica todo mundo pedindo para eu fritar bruaca aqui em casa! Bruno Zanatta, estudante de Psicologia do Campus de Sobral.

Tipicamente cearense: cuscuz, tapioca e bruaca! Camilla Morais, estudante de Pedagogia.

Quem aí lembra do vídeo da Juju chorando por cuscuz na Disney? Entendemos totalmente a bichinha. Cearense que se preze sabe que dinheiro bem gasto é aquele gasto com cuscuz, tapioca, queijo coalho, "pratim" e uma rapadurinha, já que ninguém é de ferro. Riquíssima e repleta de delícias, a gastronomia cearense é nostálgica para a maioria de nós, mas também agrada, e muito, quem vem de fora. O Bruno Zanatta, por exemplo, veio do Sudeste para estudar Psicologia em Sobral e já se rendeu (assim como toda a família) aos encantos de uma bruaca (panqueca doce cearense) quentinha com um café passado na hora na merenda. Sentimos o cheiro daqui!

4. Come abacate, bem!

Animação mostra a personagem Vovó Juju, do desenho animado Irmão do Jorel, pulando sobre vários legumes

Já fiz umas 50 receitas veggie, até carne de casca de banana kkk Aurea Letícia, estudante de Jornalismo.

Sou vegana há dois anos e, pra mim, não mudou nada durante a quarentena. Acabo tendo que ir toda semana ao supermercado porque preciso de vegetais frescos. Utilizo também soja e tofu... Sou eu mesma que cozinho. Além de ser saudável, é uma alimentação que não traz algumas das coisas danosas que o consumo de carnes traz pra saúde e para o ambiente Yangla Oliveira, servidora técnico-administrativa do Centro de Tecnologia.

Tem quem pare de comer carne por causa do preço. Há, ainda, aqueles que o decidem por uma questão ideológica – acabar com o sofrimento animal. Também são muitos os que se preocupam com o meio ambiente e com o custo ambiental da indústria da carne. 😔 Para além da sua motivação: a verdade é que o vegetarianismo e o veganismo vêm ganhando muita relevância na sociedade atual, e estamos falando cada vez mais disso. 🥑💚

A adesão de pessoas a uma alimentação baseada somente em vegetais é vista por especialistas como uma escolha saudável e ambientalmente responsável. Além de ser possível, com alguma criatividade e mão na massa, adaptá-la a diversas realidades socioeconômicas, como mostram vários canais de veganos no YouTube (recomendamos Vegana Bacana e Presunto Vegetariano). Go vegan🌱, se é isso que você quer!

5. Equilíbrio é T-U-D-O!

Animação mostra os símbolos de yin e yang em movimento

80% de alimentação saudável e 20% de comida "mais ou menos saudável" – Viktor Braga, fotógrafo da Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional.

Aqui a gente vai de bolo de banana com aveia a pizza, de salada de fruta a macarronada.😬🤭 – Isabela Rocha, bibliotecária.

Suco verde no café da manhã. Receitas de vó e da mãe no almoço. A pessoa virou chef! Letícia Amaral, jornalista da UFCTV.

Sunomono, sandubas naturais... e chocolates 😬 – Natália Ramos, estudante de Matemática.

A chamada nutrição comportamental, que considera os aspectos fisiológicos, sociais e emocionais da alimentação, tem trabalhado cada vez mais com uma abordagem que rejeita o que se conhece por "terrorismo nutricional" (dietas restritivas que podem levar as pessoas a terem medo de comer e até a desenvolver transtornos alimentares). 🍐🥪 

Nessa perspectiva, o importante é incorporar hábitos saudáveis de maneira gradual, sem fórmulas imediatistas, e focando em estabelecer uma relação mais madura e positiva com o que ingerimos. Tudo isso sem deixar de lado o prazer de se alimentar. Parece bom? E é! ❤️ Para conhecer mais sobre esse yin e yang da comida ☯️, vale acompanhar nutricionistas comportamentais nas redes sociais, como Pabyle Flauzino, Paola Altheia e Érika Paula Farias. 📲

6. Mão na massa

Animação mostra a personagem da atriz Julia Roberts comendo macarrão, no filme "Comer, Rezar, Amar"

Fazendo cookies direto Natanael Férrer, estudante de Economia.

Muito bolo. Todo tipo! Kathia Medeiros, pedagoga e ex-aluna da UFC.

Muitos bolos, lasanhas, molhos, macarronadas e cortes suínos… Deimenson Oliveira, estudante de Engenharia Elétrica.

Já que não estamos saindo para levar bolo do (a) "crush", vamos fazer bolo em casa que é melhor. 😅 E a timeline da nossa comunidade acadêmica está uma competição de confeitaria digna dos programas de TV a cabo. "Que marravilha"! 🎂🍰 

Tem opção para todos os gostos: bolo mole, fofo, amanteigado, confeitado, naked, sem açúcar, sem glúten, vegetariano. Além da iguaria, os biscoitos, pudins e docinhos também têm levado as pessoas à cozinha neste período de distanciamento social. Ficou com vontade? 🍮😋 É só dar uma busca na Internet para achar aquela receitinha que mais atende à sua fome de doce ou mesmo seguir algum dos influenciadores digitais de gastronomia que se dedicam à pâtisserie, como Carole Crema, Danielle Noce, Igor Rocha e Raiza Costa. 🍩

8. Fuga das galinhas

Animação mostra desenho de quatro ovos cozidos dançando

50 tons de 🍳 haha Michele Carvalho,

Aquele bom e velho arroz com ovo Natália Castro, estudante de Fisioterapia.

Pão com ovo e suquinho de uva Gabriela Lourenço, cirurgiã-dentista e ex-aluna da UFC.

Pense num alimento versátil! Seja cozido, frito, mexido, pochê (chique, tá meu bem? 🧐) ou como ingrediente daquela comida russa famosíssima – o "roscovo" 😂 –, o ovo já foi alvo de muitas controvérsias científicas. Herói ou vilão? 🍳🐔 

Hoje, é consenso que sua clara é ótima fonte de proteína, e sua gema, apesar de conter gordura, não chega a ser uma ameaça para o coração e o sistema circulatório caso se siga a recomendação de consumo equilibrado. Além do sabor que conhecemos bem, ele contém ferro, ácido fólico, cálcio, fósforo e vitaminas A, E e do complexo B. 🥚🐣

9. Pé na jaca? Aqui não!

Animação mostra hamster comendo alface

Alimentação regradíssima por causa de um medicamento que tomo :/ Ana Rute Bezerra, estudante de Ciências Sociais.

Comida fitness! Ilanna de Paula, nutricionista.

Para algumas pessoas que responderam à enquete deste BuzzUFC, estar temporariamente afastado das atividades na universidade não é desculpa para descuidar da alimentação. 💁🏻 Seja por razão de saúde ou de estilo de vida mesmo, é uma galera que prioriza um prato beeeem colorido 🥗 e escolhas alimentares com o mínimo de comidas processadas e industrializadas. Não importa se o seu bonde é frango com batata doce ou o bom e velho arroz, feijão, carne e saladinha... Enquanto estiver andando na linha, está tudo 🆗. 🥦🍎

10. Culpa? Nunca nem vi.

Animação mostra abraço entre o personagem Leonard e a mãe, na série Big Bang Theory

O cardápio tá uma bolacha ali, um miojo acolá, um pãozinho com queijo, e o resto a vida leva. 🤣🤣 – Gustavo Alves, estudante de Química.

Na casa da mamãe é tudo de bom, né? Aproveitando as regalias Stella Zancheta, estudante de Medicina.

Expectativa: Rita Lobo. 🙋🏼 Realidade: miojo de tomate? Calma, como atravessamos um período excepcional, nem sempre é possível ter uma alimentação impecável. A quebra da rotina e até o sentimento de ansiedade podem fazer com que algumas pessoas dêem preferência a doces, salgadinhos e outras escolhas não tão saudáveis. Se você não tem sido exemplar na sua rotina alimentar, não se culpe, ok? Ninguém precisa necessariamente ser fit em meio a uma pandemia, como querem nos fazer crer certos (as) blogueiros (as). Mas fique atento (a) às necessidades do seu corpo, pois, estando em boa condição, é ele quem vai protegê-lo (a)!

Se o motivo de você estar comendo além da conta é porque é a comida da mamãe, saiba: nós entendemos completamente (inclusive #queremos 💓). Inclusive aqui fica a nossa dica: aproveite esse período para cozinhar com as pessoas que estão vivendo a quarentena com você e vivam juntos esse prazer de nutrir uns aos outros com comida e carinho.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300