Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

UFC conclui diretrizes da Proposta Pedagógica de Emergência, que orientará conclusão de 2020.1

Imagem: Vista frontal do prédio da Reitoria da UFC (Foto: Viktor Braga/UFC)A Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da Universidade Federal do Ceará concluiu a elaboração das diretrizes gerais da Proposta Pedagógica de Emergência (PPE), que traz mecanismos para a retomada gradual das atividades acadêmicas e a conclusão do semestre 2020.1.

O documento geral da PPE foi coordenado pela PROGRAD, com a participação de diretores e vice-diretores de unidades acadêmicas, coordenadores de programas acadêmicos e representantes docentes, discentes e de servidores técnico-administrativos.

A Proposta traz uma série de orientações para cada uma das três situações observadas atualmente na UFC, em meio ao contexto de pandemia da COVID-19: turmas que estão praticando atividades remotas; turmas que interromperam as atividades remotas; turmas que não realizaram atividades remotas.

Além de indicar possíveis formatos e métodos de retomada da jornada acadêmica, a PPE inclui propostas de calendário de reposição para cada tipo de situação. No caso das turmas cujas atividades encontram-se paralisadas e naquelas que foram interrompidas, a reposição deverá começar somente a partir de julho, uma vez que o mês de junho está sendo destinado às atividades de formação e de planejamento docente e discente.

De acordo com a pró-reitora de Graduação, Profª Ana Paula de Medeiros, uma Resolução sobre a PPE será submetida ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), que irá deliberar acerca dos pontos principais do reinício do semestre.

POSSÍVEIS FORMATOS ‒ O documento geral da Proposta ainda estabelece a possibilidade de três modelos de ensino-aprendizagem: o remoto, que deverá ser priorizado, tendo em vista que não há expectativas, em curto prazo, para a retomada segura de 100% das aulas presenciais; o híbrido, que mescla atividades on-line e apenas algumas presenciais, intercalando conteúdos que se complementam; e o presencial, apenas para atividades consideradas extremamente necessárias, como estágios e aulas práticas.

A UFC esclarece, no entanto, que o retorno às atividades presenciais só deverá ocorrer quando permitido pelas autoridades sanitárias e terá de obedecer a um protocolo de cuidados, alguns deles já descritos no Plano de Retomada às Atividades Presenciais, elaborado pela Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental da UFC (UFC Infra).

Esse Plano é um dos anexos da PPE, juntamente com outros três documentos: o Plano de Formação para Servidores Docentes e Técnico-Administrativos e Estudantes; o Plano de Apoio aos Estudantes; e o Plano de Acessibilidade (este último, que irá acolher as questões relacionadas a pessoas com deficiência, ainda será adicionado).

Ainda de acordo com as diretrizes, as unidades acadêmicas da UFC terão liberdade para decidir casos específicos de seus contextos, no que se refere à reorganização de turmas, realocação de docentes, dentre outros aspectos. Aos professores será garantida a autonomia para elaborar o plano de reposição, referendado pelas devidas instâncias, adaptando-o ao formato que melhor atenda aos objetivos de aprendizagem de suas disciplinas.

A UFC ressalta, ainda, que está trabalhando para garantir condições tecnológicas e de conectividade para estudantes em situação de vulnerabilidade social. Está em fase de licitação a contratação de 6 mil pacotes de dados com franquia de 20 GB por um período de seis meses. Em outra iniciativa, está prevista a distribuição de aproximadamente 400 computadores em laboratórios e salas de estudo nos campi da Capital e do Interior, a serem utilizados quando as atividades presenciais forem autorizadas.

"De forma responsável, estamos adotando todas as medidas de apoio para o pleno sucesso do nosso retorno às atividades presenciais e a plena execução das atividades remotas. A Proposta Pedagógica de Emergência (PPE) e o Plano de Formação para o Apoio e Acompanhamento das Atividades Educativas em Tempos de Pandemia de COVID-19 converterão a UFC em uma referência para outras universidades", avaliou o reitor da UFC, Prof. Cândido Albuquerque.

COMO FOI A ELABORAÇÃO ‒ A PPE foi construída com auxílio de representantes de professores, estudantes e servidores técnico-administrativos. O percurso desde a concepção à finalização do documento incluiu reuniões técnicas sistemáticas, envolvendo diversos setores da UFC.

Segundo a Profª Ana Paula de Medeiros, houve interlocução entre a PROGRAD, os representantes da comunidade universitária, os coordenadores de programas acadêmicos (CPACs), os diretores de unidades acadêmicas e a administração superior. O documento geral da PPE foi apresentado a todos esses grupos, em reunião virtual no último dia 3 de junho.

"Desde o dia da suspensão das atividades presenciais, realizamos estudos teóricos, aplicamos pesquisas de acompanhamento com as unidades acadêmicas, ampliamos a interlocução com outras universidades federais e tivemos várias discussões coletivas nas reuniões", relatou a pró-reitora de Graduação, Ana Paula de Medeiros.

As diretrizes gerais da PPE foram encaminhadas a todos os diretores de unidades acadêmicas, vice-diretores, coordenadores de programas acadêmicos e colaboradores, solicitando-se ampla divulgação em suas comunidades. É importante destacar que o documento traz as linhas gerais sobre as quais as unidades acadêmicas deverão se basear para os planejamentos internos. O próximo passo é submeter uma resolução ao CEPE, contendo os pontos principais do reinício do semestre.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC ‒ e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300