Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Projeto de extensão Movimento orienta pacientes com dores muscoesqueléticas crônicas por telefone

Logo do Projeto Movimento UFCO Projeto de extensão Movimento, do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal do Ceará, segue orientando, via telefone e redes sociais, pacientes com dores musculoesqueléticas crônicas durante a pandemia de covid-19. Pessoas maiores de 18 anos que sintam dores há mais de três meses, principalmente na coluna ou por decorrência de fibromialgia, podem se inscrever para receber orientações gerais e ingressar no banco de cadastrados do projeto. No entanto, a avaliação e o tratamento serão realizados apenas após o retorno das atividades presenciais da Universidade.

Os objetivos do projeto são promover um estilo de vida ativo e estimular a prática de atividade física e exercícios, por meio de orientações. As atividades promovidas buscam a manutenção das capacidades físicas e funcionais, além de bem-estar, melhora da qualidade do sono e alívio de tensões emocionais.

Segundo a Profª Fabiana Moraleida, fisioterapeuta e integrante do projeto, a dor nas costas é o principal motivo de incapacidade no Brasil e afasta muitas pessoas de atividades sociais. Ela acrescenta ainda que "a dor crônica musculoesquelética afeta de maneira desproporcional a população, uma vez que fatores socioeconômicos refletem no acesso à saúde, bem como no conhecimento sobre estratégias de gerenciamento da dor".

E a situação dos pacientes com dores crônicas pode ser agravada durante o período de quarentena, conforme explica a Profª Ana Carla Lima Nunes, fisioterapeuta e coordenadora do projeto: "para o indivíduo com dor musculoesquelética crônica, longos períodos de repouso são contraindicados. No caso de pacientes idosos, a importância destas ações ganha uma proporção ainda maior, pois as perdas de força e de condicionamento físico nessa população ocorrem em uma velocidade mais acelerada do que em um adulto em repouso."

Em situações normais, no início do tratamento é realizada uma avaliação individual e detalhada dos componentes físicos, funcionais e psicossociais que podem ter relação com a dor do paciente. Em seguida, o paciente com o perfil de atendimento no âmbito da atenção primária é encaminhado ao tratamento fisioterapêutico, em grupos de seis a oito pessoas.

Durante o isolamento social, as ações são realizadas por meio de contato telefônico com os indivíduos cadastrados no banco de dados. Os pacientes que já receberam a avaliação presencial seguem recebendo, de forma remota, o tratamento proposto pelo projeto. Enquanto os novos cadastrados são orientados, também por meios digitais, de forma mais geral, até que possam ser avaliados pessoalmente pelos integrantes do projeto.

Também são divulgadas orientações na forma de publicações periódicas nas redes sociais do Movimento UFC no Instagram e no Facebook para a população em geral.

Para participar das ações do Movimento, é necessário entrar em contato com a organização do projeto através do telefone (85) 98650 3659, do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por mensagem direta nas redes sociais. O interessado deve informar seus dados pessoais, fazer a descrição de seu problema físico e aguardar retorno.

Fonte: Projeto Divulgando a Extensão UFC – e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300