Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

UFC tem 14 professores entre os cientistas mais influentes do mundo, mostra estudo publicado em revista internacional

Imagem: Em primeiro plano, brasão da UFC em púlpito da concha acústica; em segundo plano, professores enfileirados sentados durante cerimônia de colaçao de grau (Foto: Viktor Braga/UFC)Catorze professores da Universidade Federal do Ceará estão entre os cientistas mais influentes do mundo na atualidade, de acordo com dois rankings que integram um estudo publicado recentemente pela prestigiada revista científica Plos Biology. Na primeira relação, que registra o impacto ao longo de toda a carreira dos pesquisadores, aparecem oito docentes da UFC. A segunda relação se refere ao impacto especificamente no ano de 2019 e conta com 13 representantes da Instituição (o total de 14 professores ocorre porque sete docentes estão em ambas as listas).

A pesquisa foi conduzida por uma equipe da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e utilizou como referência informações da Scopus ‒ base de dados bibliográficos que inclui resumos e citações de artigos de periódicos científicos, reunindo aproximadamente 21 mil títulos de 5 mil editoras internacionais.

O artigo é intitulado "Updated science-wide author databases of standardized citation indicators" ("Bancos de dados científicos atualizados de indicadores de citação padronizados", em tradução livre). Trata-se da versão atualizada do estudo, publicado originalmente em 2019. Inicialmente, o banco de dados elencou os 100 mil cientistas de ponta em todo o mundo. Na nova versão, foram incluídos também cientistas que não estão entre os 100 mil melhores de acordo com o índice geral, mas constam entre os 2% melhores no seu subcampo principal de atuação.

As tabelas fornecem métricas com e sem autocitações, além da proporção de citações por artigo. Os cientistas são classificados em 22 campos científicos e 176 subcampos. Também constam percentuais específicos de campo e subcampo para todos os cientistas que publicaram pelo menos cinco artigos.

DESTAQUES AO LONGO DA CARREIRA ‒ O impacto ao longo da carreira foi mensurado utilizando-se dados de citação da Scopus no período de 1996 a 2019, fornecendo uma medida de desempenho de longo prazo. Nessa lista há 600 cientistas de instituições brasileiras, incluindo os seguintes professores da UFC:

Aldo Ângelo Moreira Lima, do Departamento de Fisiologia e Farmacologia: seus estudos abordam principalmente doenças diarreicas, desnutrição, enteropatia, barreira funcional intestinal, e os impactos a curto, médio e longo prazos no desenvolvimento cognitivo, crescimento e educação de crianças;

Daniel Benevides da Costa, do Curso de Engenharia da Computação do Campus de Sobral: suas pesquisas versam principalmente sobre redes de comunicações sem fio, incluindo elaboração e desenvolvimento de projetos;

Fabiano André Narciso Fernandes, do Departamento de Engenharia Química: atua principalmente na interface entre a engenharia química e a engenharia de alimentos; suas principais pesquisas têm foco em reatores químicos, secagem, pré-tratamentos, modelagem e simulação;

Jorg Heukelbach, colaborador do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública: atua principalmente na área de epidemiologia e controle de doenças infecciosas e parasitárias e doenças tropicais negligenciadas;

Luiz Drude de Lacerda, do Instituto de Ciências do Mar (LABOMAR): atua principalmente nos seguintes temas: ambientes costeiros, contaminação ambiental, metais pesados, biogeoquímica de ecossistemas tropicais, monitoramento ambiental e impacto das mudanças climáticas globais na biogeoquímica de ecossistemas;

Ronaldo de Albuquerque Ribeiro (falecido em 2015), do Departamento de Fisiologia e Farmacologia: suas pesquisas abordam principalmente a farmacologia do câncer e do processo inflamatório, com ênfase na patogênese das lesões teciduais induzidas pela quimioterapia e radioterapia do câncer;

Sueli Rodrigues, do Departamento de Engenharia de Alimentos: atua principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de produtos e processos, aproveitamento de matérias-primas regionais e de baixo custo, processamento não térmico e tecnologias emergentes, aproveitamento de resíduos agroindustriais, processos biotecnológicos, sistemas enzimáticos, cromatografia e processamento de frutas;

Vietla Satyanarayana Rao, colaborador do Departamento de Fisiologia e Farmacologia: estuda principalmente a farmacologia de produtos naturais, com ênfase nas atividades farmacológicas de plantas medicinais e de seus princípios ativos, como no estudo farmacológico da aroeira, da copaíba, da macela e da almecegueira.

DESTAQUES EM 2019 ‒ Na lista relativa especificamente ao impacto dos pesquisadores no ano de 2019, aparecem 13 professores da UFC. Sete deles são docentes que também estão na lista que considera o impacto ao longo de toda a carreira: Aldo Ângelo Lima, Jorg Heukelbach, Daniel da Costa, Vietla Rao, Fabiano Fernandes, Luiz Drude e Sueli Rodrigues. Os outros seis docentes são:

André Lima Férrer de Almeida, do Departamento de Engenharia de Teleinformática: suas pesquisas são na área de processamento de sinais, incluindo tópicos de identificação e equalização cega ou semicega, separação de fontes, decomposições tensoriais, álgebra multilinear e modelagem tensorial aplicadas a sistemas de comunicações sem fio, processamento de sinais, arranjos de antenas, redes sem fio cooperativas e análise de dados;

Antônio Gomes de Souza Filho, do Departamento de Física: atua na área de física da matéria condensada com ênfase em nanociência e nanotecnologia, incluindo linhas de pesquisa que estudam nanotubos de carbono, bem como nanotubos inorgânicos e nanocristais;

Cristiano André Köhler, colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: investiga mecanismos responsáveis pela reconsolidação e persistência da memória em modelos animais, e cognição em humanos; também atua na geração de evidências para a prática médica, com experiência em epidemiologia clínica, bioestatística e meta-análise;

Flávia Almeida Santos, do Departamento de Fisiologia e Farmacologia: seus estudos concentram-se na farmacologia de produtos naturais, com ênfase no estudo experimental de plantas medicinais e de seus princípios ativos em disfunções do trato gastrointestinal (úlceras gástricas, trânsito gastrointestinal, pancreatite) e em distúrbios metabólicos (diabetes, hiperlipidemia e obesidade);

Joaquim Albenisio Gomes Silveira, do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular: estuda fisiologia vegetal, com ênfase na eficiência da fotossíntese mediada por metabolismo redox, fotorrespiração e assimilação de nitrogênio em condições de estresses abióticos;

Luciana Rocha Barros Gonçalves, do Departamento de Engenharia Química: suas pesquisas abordam processos bioquímicos, com ênfase nos seguintes temas: lipase, imobilização de enzimas, fermentação submersa, suco de caju e amoxicilina.

Tanto a primeira versão do estudo quanto a versão atualizada estão disponíveis no site da revista Plos Biology. As tabelas contendo os dados podem ser baixadas no site da plataforma Mendeley.

EXCELÊNCIA EM PESQUISA ‒ O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC, Prof. Jorge Lira, lembra que uma das premissas básicas do fazer científico é que uma pesquisa só é reconhecida e validada quando o pesquisador a divulga entre seus pares. Também é válido ressaltar, diz Lira, que a pesquisa tem em sua essência a internacionalização, incentivando e possibilitando a criação de redes globais de investigação nos mais diferentes campos do conhecimento. Por isso, segundo ele, torna-se ainda mais importante resultados como o demonstrado pelo levantamento em questão, baseado em autores cujas pesquisas são quantitativa e qualitativamente relevantes.

"A UFC está, de forma objetiva, documental, científica, dentro da comunidade internacional de pesquisa. Esses avanços não nascem do dia para a noite. São resultado de um trabalho diuturno, feito, por exemplo, nos laboratórios, nos seminários, nas missões de mobilidade nacional e internacional. O dia a dia da pesquisa é que leva a isso", pontua Lira. Ele acrescenta que é importante comemorar esse reconhecimento e, ao mesmo tempo, reforçar a responsabilidade com a manutenção, consolidação e expansão desse patrimônio intelectual e científica da Universidade.

FEITO LOUVÁVEL ‒ "É um resultado muito importante, porque ressalta, através de métricas que partem de algoritmos, a qualidade dos professores da UFC", diz o pró-reitor de Relações Internacionais e Desenvolvimento Institucional, Prof. Augusto Albuquerque. Para ele, a presença expressiva de professores da Universidade tanto no ranking de série histórica como na lista referente ao ano específico de 2019 denotam a perenidade e a alta competência dos cientistas da Instituição. "Resta à comunidade da UFC parabenizar esses colegas por tão louvável feito", emenda o pró-reitor.

Fonte: Pró-Reitoria de Relações Internacionais e Desenvolvimento Institucional  ‒ e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300