Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Professores e alunos fazem avaliação institucional nos dias 24, 25 e 26

Imagem: A avaliação é obrigatória e realizada de forma rápida, pela Internet (Foto: CCSMI/UFC)Chegou a hora de mais de 26,8 mil alunos e 2,1 mil professores de graduação presencial da UFC refletirem e opinarem sobre seus cursos. Nos dias 3 e 4 de novembro (etapa experimental) e nos dias 24, 25 e 26 de novembro (aplicação geral), a UFC utilizará um novo modelo de avaliação institucional – pela primeira vez, realizada via Internet, com questionários mais completos que permitirão à comunidade acadêmica qualificar uma série de aspectos da graduação.

Com o lema "Conhecer e aprimorar: construindo a UFC", a iniciativa pretende dar voz à comunidade universitária, fazendo com que professores e alunos assumam o protagonismo do processo avaliativo. A UFC entende que aqueles que estão em sala de aula, vivendo o dia a dia da graduação, é que possuem as condições de aferir a qualidade dos cursos.

O resultado da avaliação institucional ajudará a Universidade a traçar um diagnóstico da área de graduação, possibilitando o reconhecimento de práticas positivas e a identificação de eventuais lacunas.

A participação na avaliação institucional é obrigatória para alunos e professores de graduações presenciais – a modalidade semipresencial e a pós-graduação não participam neste primeiro momento. Veja lista de perguntas e respostas sobre o processo.

Por meio de formulários disponíveis no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) durante os dias da avaliação, os alunos opinarão sobre os seguintes aspectos: atuação dos docentes, atuação da coordenação e condições de funcionamento do curso (infraestrutura, biblioteca, laboratório etc.), além de fazerem uma autoavaliação.

Já os professores avaliarão o conjunto de alunos da turma para qual ministra aula, as condições de trabalho e também realizarão uma autoavaliação. O processo é totalmente anônimo – nem os professores, nem os alunos precisarão se identificar para responder aos questionários.

18 CURSOS TESTAM O MODELO – Nos dias 3 e 4 de novembro, estudantes e docentes de 18 cursos de graduação inauguraram o procedimento, em caráter experimental. O teste foi necessário para que a Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) ajustasse o sistema antes do dia 24 de novembro, quando todos os demais cursos farão a avaliação.

As graduações que participarão da primeira etapa foram: Música (Instituto de Cultura e Arte, Fortaleza), Fisioterapia, Oceanografia, Ciência da Computação (Campus de Crateús), Engenharia de Software (Campus de Russas), Letras-Inglês, Sistemas e Mídias Digitais, Letras-Espanhol, Engenharia Elétrica, Zootecnia, Pedagogia (noturno), Sistemas de Informação (Campus de Quixadá), Biotecnologia, Medicina (Campus de Sobral), Farmácia, Administração (diurno), Educação Física (licenciatura diurna) e Direito (noturno).

Uma das características do novo modelo de avaliação institucional é a agilidade. A estimativa é de que cada aluno ou professor leve cerca de 15 minutos para responder os formulários. As opções de resposta às perguntas vão de um polo extremamente positivo a um polo extremamente negativo. E há os campos para os avaliados discorrerem sobre determinado assunto.

Fonte: Coordenadoria de Avaliação Institucional da UFC – fone: 85 3366 7345

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo