Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

MEAC é a 1ª do País em boas práticas de atenção obstétrica e neonatal, diz Ministério

Imagem: A MEAC é referência no Ceará em gestação de alto risco e humanização no atendimento (Foto: Ebserh)A Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), unidade do complexo hospitalar da Universidade Federal do Ceará ligada à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), foi reconhecida pelo Ministério da Saúde, na quinta-feira (11), como o primeiro Centro de Apoio ao desenvolvimento das boas práticas de atenção obstétrica e neonatal no Brasil.

O anúncio foi feito pela assessora técnica da Coordenação Geral de Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde, Sônia Liévori, que veio a Fortaleza para o terceiro ciclo de avaliações da Maternidade.

Realizando, em média, 450 partos e 1.000 internações por mês, a MEAC é referência no Ceará em gestação de alto risco e humanização no atendimento. Por ser um hospital da UFC, investe em pesquisa e tecnologia, destacando-se em Medicina Fetal, Obstetrícia, Ginecologia, Mastologia e Neonatologia.

A intenção do Ministério ao criar o projeto de Centros de Apoio era ter uma maternidade-modelo em cada região do País que pudesse ser multiplicadora das boas práticas. Até então, apenas o Hospital Sofia Feldman, de Minas Gerais, era indicado pelo Ministério como exemplo de assistência.

Imagem: Equipe da MEAC comemora o reconhecimento (Foto: Ebserh)"O Sofia Feldman seguirá como uma instituição matriciadora, por já ter uma vivência de 16 anos nesse processo. Mas precisávamos de outras, uma por região geográfica. E a MEAC é a primeira no País a ter esse reconhecimento", contextualiza Liévori. Ela destaca o crescimento da MEAC ao longo destes três anos que a acompanha.

"O que vejo de diferente aqui é um grupo de profissionais desejante, organizado, que colocou os indicadores nas conversas do cotidiano. A gente vê muito poucos serviços no País falando e trabalhando de forma compartilhada por indicadores, como aqui", explica.

Entre os critérios considerados para a classificação estão aspectos assistenciais, estruturais e de gestão. Ter enfermeiros obstetras no parto humanizado, parto em posição não supina, oferta de dieta líquida, métodos não farmacológicos de alívio da dor são alguns dos requisitos de boas práticas. O Centro de Parto Normal está no grupo estrutural e no bloco de gestão estão a direção favorável à mudança de modelo, os colegiados e a participação da instituição no fórum de maternidades, entre outros.

Como Centro de Apoio, a MEAC passa a ter um papel de ensino ainda mais forte, tanto na oferta de cursos de formação quanto ao receber visitas técnicas de outros hospitais. "Esse é o resultado de um trabalho interno árduo que mostra o quanto a instituição se esmera em realmente atender as pacientes e a seus pequeninos. Uma Maternidade para ser vista, visitada e replicada por tudo o que faz", comemora Carlos Augusto Alencar Júnior, gerente de Atenção à Saúde da MEAC.

Fonte: Unidade de Comunicação Social da MEAC – fone: 85 3366 8577

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300