Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Laboratório apresentará sexta-feira (1º) dados sobre conflitos fundiários em Fortaleza

Imagem: Foto de moradores protestando em frente à Comunidade do Trilho, em FortalezaO Laboratório de Estudos da Habitação (Lehab), vinculado ao Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Ceará, apresentará resultados da sistematização de dados sobre conflitos fundiários presentes na capital cearense, em audiência pública na sexta-feira (1º), às 14h, no auditório da Câmara Municipal de Fortaleza (Rua Dr. Thompson Bulcão, 830, Patriolino Ribeiro).

Na ocasião, será lançado o Observatório de Remoções Fortaleza, projeto de extensão criado pelo Lehab, em parceria com o Escritório Frei Tito de Alencar e o Núcleo de Habitação e Moradia da Defensoria Pública Geral do Estado.

A audiência pública, promovida pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara, discutirá o grande número de remoções, as violações dos procedimentos legais e as políticas de habitação para a população de baixa renda em Fortaleza.

Na Capital, existem cerca de 840 comunidades vivendo em situação de moradia inadequada. Com apoio da Fundação Ford, o Observatório de Remoções Fortaleza foi criado para registrar casos de remoções, analisar suas causas, seus impactos e dar suporte à articulação das comunidades ameaçadas ou atingidas. Para isso, o Escritório Frei Tito de Alencar e o Núcleo de Habitação e Moradia da Defensoria Pública Geral do Estado cederam seus dados de atendimento, do período de 2009 a 2016, para as pesquisas desenvolvidas pelo Lehab.

Fonte: Laboratório de Estudos da Habitação da UFC – fone: 85 3366 7897

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo