Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Banco de Leite da Maternidade-Escola lança campanha por mais doadoras

Imagem: Frasco de vidro com leite humano saindo de refrigerador hospitalarO Banco de Leite da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), unidade do Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Ceará ligada à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), alerta para a necessidade de novos cadastramentos de doadoras, já que, tradicionalmente, as doações diminuem nessa época do ano, seja por férias, chuvas, véspera de carnaval, seja por falta de informação.

O estoque de leite humano está abaixo da margem de segurança e apenas as UTIs estão sendo atendidas, com 2,5 a 3 litros diários. O volume ideal para atender as cinco unidades seria de 9 litros por dia. O leite coletado é distribuído a bebês internados na própria maternidade, especialmente prematuros que ainda não têm condições de mamar no peito da mãe.

De julho de 2015 a junho de 2016, o Banco de Leite da MEAC coletou cerca de 1.100 litros de leite materno, uma média de 90 litros mensais. Para tanto, contou com aproximadamente 116 doadoras por mês. Entretanto, a campanha por cadastramento de novas doadoras é permanente. "Quando o filho deixa de mamar, a mulher, naturalmente, deixa de doar. Por outro lado, novas mães começam a mandar leite para nosso banco, uma solidariedade motivada por, entre outros fatores, um trabalho constante de busca ativa e sensibilização das mães desenvolvido dentro da instituição, indicação de profissionais da saúde e campanhas na mídia", explica Janaina Landim, chefe do Banco de Leite da MEAC.

Para ser doadora, a mulher precisa estar saudável, amamentando seu filho, ter os exames pré ou pós-natal compatíveis com a doação de leite e cadastrar-se no Banco de Leite Humano (BLH). Antes de ser doado ao recém-nascido, o leite coletado passa por controles laboratoriais e pasteurização e é incluído na dieta dos bebês conforme suas características nutricionais, como valores calóricos e proteicos adequados à necessidade de cada um.

Milhares de mulheres recebem assistência do Banco de Leite da MEAC. Somente de julho de 2015 a junho de 2016 (último período analisado pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz), foram realizados 20.267 atendimentos individuais e em grupo pela equipe do BLH.

CLASSIFICAÇÃO OURO – Pelo quarto ano consecutivo, o Banco de Leite da MEAC foi classificado na categoria Ouro de avaliação nacional da Fiocruz. A avaliação para renovação do credenciamento na Rede Global de Bancos de Leite Humano considera aspectos como equipamentos tecnológicos, capacitação da equipe, produção (coleta, pasteurização, distribuição) e manutenção dos dados mensais de acompanhamento. Os Bancos de Leite classificados são, então, enquadrados nas categorias Ouro (pontuação de 90 a 103), Prata (pontuação de 80 a 89) ou Bronze (pontuação de 70 a 79). A MEAC quase obteve a pontuação máxima, atingiu 102 dos 103 pontos totais.

Segundo a coordenação da Rede Global de Bancos de Leite Humano, esse credenciamento é uma ação estruturante e reguladora da gestão dos processos de trabalho, que tem como objetivo verificar o grau de conformidade que o BLH atinge na operação do Sistema de Informação da rede. Segundo Janaina Landim, o Ouro representa para toda a equipe um reconhecimento do trabalho que vem sendo desenvolvido. "Buscamos sempre atingir e manter um padrão de excelência na assistência prestada à sociedade, especialmente ao binômio mãe e filho", diz.

SAIBA MAIS – O Banco de Leite Humano da MEAC foi fundado há 29 anos. Incentiva e promove o aleitamento materno por meio de ações como orientação às gestantes durante o pré-natal, atendimento às mães com dificuldade de amamentação, controle de qualidade do leite humano ordenhado, capacitação de profissionais da saúde, campanhas educativas na mídia e pesquisas científicas. Semanalmente, o motorista da MEAC recolhe o leite coletado na casa da doadora de Fortaleza. As áreas atendidas na rota devem ser consultadas no ato do cadastro.

Para se tornar doadora do Banco de Leite Humano da MEAC, a mãe deve ligar para (85) 3366 8509. O BLH funcionada de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, na Rua Coronel Nunes de Melo, s/n, Rodolfo Teófilo.

Fonte: Unidade de Comunicação Social da MEAC – fone: 85 3366 8577

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300