Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

O reconhecimento às mulheres na construção de uma grande Universidade

Imagem: Servidoras da UFC, na Reitoria (Foto: Viktor Braga/UFC)Em 1911, nos Estados Unidos, foi instituído o Dia da Mulher, em homenagem às operárias queimadas e mortas por policiais em 8 de março de 1875, em uma fábrica têxtil de Nova York, quando reivindicavam licença-maternidade e redução da jornada de trabalho. Cem anos depois, em 1975, as Nações Unidas (ONU) instituíram o Dia Internacional da Mulher.

Datas comemorativas são simbólicas e ensejam reflexões oportunas. No Dia Internacional da Mulher, não basta congratular e oferecer flores, numa espécie de reparação por aquilo que é historicamente negado no dia a dia.

Seria desejável que, no cotidiano dos lares e locais de trabalho, as mulheres recebessem mais demonstrações de respeito, tratamento igualitário e um justo reconhecimento pelas contribuições que oferecem para a construção de um mundo melhor.

O crescente protagonismo das mulheres nos avanços sociais, educacionais, econômicos, políticos, científicos e culturais da humanidade é, em parte, resultado das políticas de gênero implementadas nas últimas décadas. Mas, apesar das conquistas alcançadas, é patente que a igualdade de gêneros ainda está longe de ser atingida na sociedade, em que a sombria presença da violência contra a mulher surge como o sinal mais evidente da desigualdade.

Imagem: Igualdade de gênero na ciência é uma das bandeiras defendidas pela Universidade (Foto: Ribamar Neto/UFC)Na ciência, o cenário não é diferente. Cabe às sociedades científicas e universidades contribuir com reflexão e formulação de políticas de gênero para ampliar a participação feminina, oferecendo às mulheres condições de igualdade na prática científica.

A história revela grandes mulheres que, por sua trajetória transformadora e inspiradora, nos mostram que as diferenças entre os sexos são construções culturais e que a igualdade de direitos e oportunidades para homens e mulheres é um tema que não pode ser esquecido.

Nos últimos meses, muitas mulheres que integram a nossa Universidade foram distinguidas com premiações diversas, ascensões e reconhecimentos por suas atuações no ensino, na pesquisa, na extensão, na gestão, na implementação de políticas públicas.

Essas conquistas engrandecem a nossa Instituição e podem representar consequência do aumento da presença feminina nos diversos segmentos da UFC, onde as mulheres constituem 43% do corpo discente da graduação, 46,5% da pós-graduação, 40% dos docentes e 57% do quadro técnico-administrativo.

Imagem: Jovem pesquisadora da UFC ilustra a forte presença feminina na ciência (Foto: David Motta/UFC)A Universidade, que tem por obrigação o exercício pleno do pluralismo e o respeito à diversidade, se apresenta como ambiente ideal para que a equidade de gênero seja cada dia mais verdadeira. Essa é a premissa para que as mulheres tenham reais motivos para comemorar todas as grandes conquistas, do dia de hoje e dos demais dias do ano.

Inspirados por tais sentimentos, parabenizamos as mulheres, em especial, aquelas que, no desempenho das tarefas docentes ou administrativas, fazem da UFC uma grande universidade.

Henry de Holanda Campos
Reitor

Custódio Almeida
Vice-Reitor

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300