Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Embaixador da França reforça compromisso em projetos no semiárido nordestino

Imagem: O embaixador Miraillet reforçou que a ReFBN tem os objetivos de reforçar a inovação e participar da definição e da configuração das políticas públicas futuras para a pesquisa científica (Foto: Ribamar Neto/UFC)A degradação das terras do semiárido brasileiro "está no coração das preocupações internacionais", afirmou ontem (25) o embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet. Ele participou da abertura da 2ª Reunião da Rede Franco-Brasileira pelo Desenvolvimento Sustentável no Semiárido do Nordeste (ReFBN), na Casa de José de Alencar, evento que segue nesta terça-feira (27). Segundo o embaixador, a redistribuição das atividades dos organismos franceses ao Nordeste, focados no desenvolvimento sustentável do planeta, é um forte sinal por parte do governo francês dessa preocupação.

O evento é a primeira atividade oficial da parceria firmada em julho entre a UFC e o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD), instituição francesa que atua há mais de 50 anos no Brasil em pesquisas e ações de desenvolvimento sustentável. O embaixador parabenizou a UFC por ter sido selecionada pelo Programa Internacional de Internacionalização (PRINT), do governo federal brasileiro, e afirmou que isso abrirá novas oportunidades no sentido de reforçar as relações entre a Universidade e a França.

Miraillet reforçou que a ReFBN tem os objetivos de reforçar a inovação e participar da definição e da configuração das políticas públicas futuras para a pesquisa científica. "A cooperação franco-brasileira se inscreve dentro das preocupações universalmente partilhadas", destacou. O desenvolvimento sustentável, defende, é um tema de grande importância na França e que inspira diferentes iniciativas no país que buscam conciliar o desenvolvimento econômico e social e a qualidade do meio ambiente. Conforme o embaixador, o tema do desenvolvimento sustentável tornou-se o horizonte comum entre Brasil e França.

Veja outras imagens do evento no Flickr da UFC

Dessa forma, Miraillet afirmou que a embaixada se propõe a conectar sua expertise aos desafios e aos financiamentos internacionais. Junto à consolidação da ReFBN, irá atuar na busca de financiamentos bilaterais franco-brasileiros e de co-financiamentos por meio de instrumentos da Comissão Europeia ou de financiadores de fundos internacionais para os projetos conjuntos da rede. Para isso, defendeu que as pesquisas sejam melhor conectadas com as políticas públicas, a fim de que possam gerar mais impactos ao desenvolvimento da região.

Leia também:
Semiárido não é homogêneo e exige soluções diversificadas, diz pesquisador
Reitor recebe cônsul da França e adida de cooperação para tratar de parcerias

Imagem: A reunião da rede segue nesta terça-feira (27) com apresentações de pesquisadores sobre os temas do evento (Foto: Ribamar Neto/UFC)Ainda durante a abertura, o reitor Henry Campos destacou que essa cooperação busca desenhar novos modelos de desenvolvimento socioeconômico para o semiárido. "E sugerir os ajustes necessários nas estratégias de superação dos problemas que nos impedem de avançar mais celeremente rumo àquele estágio que garantiria, ao nosso povo, o bem-estar material, a dignidade, o direito de alimentar esperanças", acrescentou o reitor.

"Sofremos com a seca, sim, mas também sofremos com o resultado de intervenções malfeitas ou ineficazes, com o atraso e a descontinuidade de projetos, enfim, com o descaso por parte do governo federal. Diante desse cenário, a universidade pública se ergue como uma instância confiável, séria e profundamente comprometida com os legítimos interesses da sociedade", asseverou Henry Campos.

O reitor afirmou que, com a reunião da rede, inicia-se uma nova jornada, a qual fortalece e abrange a parceria da Universidade com o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD), que já possui projetos em cursos da UFC, como a Oceanografia e o Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais.

Confira entrevista do reitor Henry Campos à UFCTV:

Representando o Governo do Estado do Ceará na abertura da reunião, o presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP), Tarcísio Pequeno, afirmou que o governo estadual "tem todo o interesse de participar como parceiro em todos os projetos de cooperação nos temas de relevância do Estado". Conforme ele, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME) seguirá participando da reunião nesta terça-feira (27) identificando as questões que estão no radar de prioridades do governo. "Tudo que é de interesse do Estado, o governo dará a retaguarda para assumir os compromissos", garantiu.

A segunda reunião da rede segue nesta terça-feira (27) com apresentações de pesquisadores sobre os temas do evento. Serão realizadas oficinas de três grupos temáticos: Água e gestão de recursos hídricos; Solos, transição agroecológica, biodiversidades; e Dinâmicas socioeconômicas. Nas três, será buscada a identificação dos objetivos, meios e campos para os próximos 10 anos. A reunião finalizará com a definição e a constituição do Comitê de Pilotagem da ReFBN. Confira a programação completa..

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fone: 85 3366 7331

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300