Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Central Analítica da UFC é laboratório associado em programa nacional de nanotecnologias

Imagem: foto dos computadores da Central AnalíticaA Central Analítica da Universidade Federal do Ceará foi selecionada para integrar a segunda fase do Programa Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (SisNANO 2.0), sendo a única proponente do Norte e Nordeste aprovada como laboratório associado na chamada pública. Com a afiliação, a Central Analítica receberá R$ 300 mil em recursos para a manutenção de seus equipamentos e para bolsas em atividades de pesquisa.

O Programa SisNANO tem como característica principal a disponibilização de infraestrutura laboratorial multiusuária e de acesso aberto a usuários públicos e privados para pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) em nanotecnologias, mediante submissão de projetos ou requisição de serviços.

O credenciamento dos laboratórios foi realizado por meio de chamada nacional e o resultado da avaliação foi divulgado recentemente pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A Central Analítica da UFC integrou o sistema SisNano na primeira versão (2013-2018), quando foram contemplados 17 laboratórios associados. No ocasião, foi avaliada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) como um dos quatro laboratórios de destaque no programa. Na versão 2.0, cuja duração de credenciamento é de 2019 a 2023, a Central Analítica foi o único laboratório do Norte e Nordeste a se manter no sistema como um dos 12 laboratórios associados ao SisNano.

"É muito significativo a Central Analítica continuar pertencendo ao SisNano. A versão 2.0 desse programa foi aprimorada e o fato de termos tido sucesso na afiliação demonstra que cumprimos bem os objetivos do programa na primeira versão", comemora o coordenador da Central Analítica da UFC, Prof. Antonio Gomes de Souza Filho. "E nas atuais condições de financiamento à pesquisa, ter a chancela do SisNano fortalece a competitividade do laboratório em algumas chamadas, bem como oportunidades de participar de outras iniciativas que são exclusivas para os laboratórios credenciados", avalia.

A Central Analítica já colaborou com a execução de 250 projetos de pesquisa, contribuindo diretamente com os resultados que geraram, até dezembro de 2018, 203 artigos em Imagem: folder do sistema SisNanorevistas internacionais, 7 pedidos de patentes, 93 teses de doutorado, 93 dissertações de mestrado e 46 monografias.

Dentro de uma de suas missões, que é formar usuários, já atendeu 910 estudantes nos 10 cursos oferecidos e nos 19 treinamentos avançados. O laboratório mantém duas atividades de extensão: uma relacionada à prestação de serviços para a indústria (cuja captação de recursos ajuda a manter o laboratório) e outra que busca revelar o mundo nanométrico às crianças (NanoKids). Os relatórios de atividades até o ano de 2018 estão disponíveis no site da Central.

"A Central Analítica executou, até dezembro de 2018, em torno de 13 mil horas de ensaios complexos usando as técnicas avançadas de microscopia óptica e confocal. É um serviço disponibilizado para a comunidade acadêmica como um verdadeiro laboratório aberto e multiusuário, e com total transparência. As agendas de ensaios são todas disponibilizadas no seu site", informa o Prof. Antonio Gomes.

SAIBA MAIS – A Central Analítica é um laboratório que reúne diversos equipamentos altamente especializados, permitindo experimentos na área de microscopia óptica e eletrônica. Os equipamentos podem ser utilizados por pesquisadores de toda a Universidade e de fora dela.

A Central funciona provisoriamente no Departamento de Física, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra. Os equipamentos têm sido adquiridos com recursos do programa Pró-Equipamentos, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); do Programa de Infraestrutura da Financiadora de Estudos e Projetos (PROINFRA-FINEP); do SisNANO, além de receitas da própria UFC. Os investimentos já executados, entre os que já estão aprovados nas agências de fomento para aquisição de novos equipamentos, totalizam R$ 14 milhões.

Fonte: Prof. Antonio Gomes de Souza Filho, coordenador da Central Analítica da UFC – fone: (85) 3366 9915

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300