Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Pesquisadores do Brasil e do exterior discutem na UFC tecnologias para o semiárido

Imagem: Pesquisadores do Brasil, da China, dos Estados Unidos e de países da África participam da programação (Foto: Ribamar Neto/UFC)O reitor da Universidade Federal do Ceará, Henry Campos, abriu, oficialmente, na manhã desta terça-feira (4), o ECOARIDO, evento que engloba o III International Symposium on Semiarid Pastoral Ecosystems Research e o V Simpósio de Metodologias Aplicadas à Pecuária de Regiões Semiáridas. A solenidade ocorreu no auditório do Departamento de Zootecnia do Centro de Ciências Agrárias da UFC. Pesquisadores do Brasil, da China, dos Estados Unidos e de países da África participam da programação.

Até quinta-feira (6), pesquisadores do Brasil e do exterior, alunos e professores da UFC e de outras instituições de ensino superior irão ministrar palestras e apresentar trabalhos acadêmicos com propostas para solucionar questões envolvendo a agropecuária no semiárido. Para sexta-feira (7) está programado o "Dia de campo NEEF 20 anos de forragicultura para a sociedade".

O encontro faz parte do programa de comemorações dos 100 anos do Curso de Agronomia e dos 20 anos do Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura (NEEF) do CCA. A extensa programação está disponível no site do evento.

INOVAÇÃO – Ao saudar os participantes, o reitor Henry Campos destacou o papel do CCA, que nasceu a partir da centenária Escola de Agronomia. "As ciências agrárias têm por tradição marcar fortemente sua presença, seja na universidade, seja na sociedade." Ele citou o profundo envolvimento da UFC na busca de solução para os problemas que, há séculos, angustiam o Ceará e o Nordeste.

"Como Universidade nordestina, temos um compromisso com a redenção do nosso povo e isso nos impõe aprofundar um conhecimento científico e tecnológico que traga respostas aos grandes desafios de nossa realidade socioeconômica", disse o reitor.

Nesse sentido, dentro da linha de gestão da UFC, onde marcas como inovação e incentivo ao empreendedorismo estão presentes, ele citou entre os resultados dessa visão o Parque Tecnológico que está sendo implantado e “que atuará como ponte entre empresas e a Universidade, estimulando e facilitando investimentos em inovação tecnológica".

Aos participantes desse evento internacional, o reitor afirmou ainda: "Buscamos a interiorização e, ao mesmo tempo, investimos na internacionalização, que nos leva a interagir com instituições de todos os continentes em um diálogo mutuamente enriquecedor".

Veja outras imagens do evento no Flickr da UFC

Imagem: Na abertura do evento, o reitor Henry Campos citou o profundo envolvimento da UFC na busca de solução para os problemas que, há séculos, angustiam o Ceará e o Nordeste (Foto: Ribamar Neto/UFC)REDE – A diretora do CCA, Sônia Maria Pinheiro de Oliveira, fez um breve histórico sobre o centenário da Escola de Agronomia, ressaltando aspectos como pioneirismo, inovação e internacionalização. Reiterou que o ECOARIDO se insere na trajetória do centro no qual se transformou a originária escola, como oportunidade para o fortalecimento de uma rede de pesquisadores nacionais e internacionais.

O objetivo dessa rede, segundo ela, é discutir estratégias tecnológicas passíveis de serem aplicadas em regiões semiáridas; difundir estratégias tecnológicas; capacitar recursos humanos, e atualizar e alinhar linhas de pesquisas e projetos científicos.

O coordenador do ECOARIDO e do NEEF, Magno Cândido, explicou que pesquisadores do Brasil, da China, dos Estados Unidos e de países da África participam do evento, que contará com 14 palestras, além de apresentações de trabalhos acadêmicos de alunos e professores de diversas instituições de ensino superior, debates e apresentações de propostas voltadas para os desafios do semiárido.

"Estamos com uma equipe de sistematizadores que ao final do encontro gerará um documento a ser disponibilizado para as autoridades competentes utilizarem da melhor forma as tecnologias e soluções apresentadas aqui durante o evento", informou Magno.

PRESENÇAS – Da mesa de abertura do ECOARIDO, além do reitor e dos professores já citados, participaram o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Antonio Gomes de Souza Filho; o vice-diretor do CCA, Alexandre Holanda Sampaio; a chefe do Departamento de Zootecnia, Maria Socorro de Souza Carneiro; o diretor do Campus de Boa Viagem do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Ceará (IFCE), João Paulo Arcelino do Rêgo, representando o reitor Virgílio Augusto Sales Araripe; o chefe-geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Caprinos e Ovinos, Marco Aurélio Delmonde Bonfim; e o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Ednardo Rodrigues Freitas.

O ECOARIDO é uma promoção do NEEF do Departamento de Zootecnia do Centro de Ciências Agrárias da UFC, em parceria com o Programa de Doutorado Integrado em Zootecnia (PDIZ/UFPB/UFC/UFRPE), a EMBRAPA Caprinos e Ovinos, o IFCE e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Pecuária no Semiárido.

Leia também: Centenário da Agronomia: simpósios discutirão pecuária no semiárido

Fontes: Prof. Magno Cândido, do Departamento de Zootecnia da UFC – fone: 85 3366 9711; Profª Sônia Maria Pinheiro de Oliveira, diretora do CCA – fone: 85 3366 9731

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300