Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Fique em casa e cultive o bem-estar: a jardinagem fortalece sua saúde e ainda ajuda a natureza

Imagem em fundo vermelho com a logomarca BuzzUFC e o texto "Jardinagem: fique em casa e cultive o bem-estar"Um belo dia, você percebe que mudou. 😲 No meio da quarentena, se dá conta de que tem adorado ficar "plantado" (a) em casa. O programa favorito tem sido ficar no seu cantinho com as mãos sujas de terra. Olhar os vasinhos e sentir o maior orgulho, com aquele sentimento de "eu que fiz" (e arrasei, diga-se de passagem 💅). Sinto dizer, mas aparentemente você cresceu e está se tornando um (a) louco(a) por plantas! 🌿 Quem gosta de aventura é adolescente, adulto gosta mesmo é de conforto e da seção de jardinagem de grandes lojas. 🤣

Brincadeiras à parte (mentira, vai ter piada por todo o texto 😬), hoje o BuzzUFC está todo trabalhado no verde para saber de nossa comunidade acadêmica: quem tem plantas e como tem cuidado delas neste período de isolamento domiciliar? 🏡 Será que o pessoal está mais para Menino do Dedo Verde – primeiro livro infantil lido pela repórter que vos fala – ou teremos que chamar o Conselho Tutelar dos vegetais para autuar geral pelos maus-tratos?

Confira abaixo os depoimentos à nossa enquete #urbanjungle, veja a lista completa e não esqueça de passar nos stories do nosso Instagram, onde também publicamos um tutorial 🔝!

1. Venha para o lado verde da força

Animação mostra pessoa pintando grama seca na cor verde

Eu tenho uma flor do deserto. Ela é linda mas está morrendo... Alguém me ajuda 🥺 – Beatriz Nunes, assistente em administração da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE).

Infelizmente não tenho plantinhas. Mas sou louca para ter um ipê amarelo 😊 – Milena Morais, estudante.

Uma das nossas primeiras experiências científicas no ambiente escolar é justamente assistir a uma sementinha germinar. Quem nunca plantou o feijãozinho no algodão durante a pré-escola? 🌱 Se já éramos capazes de cuidar de uma planta antes de saber amarrar os cadarços do sapato, por que hoje seria diferente? Com amor, disposição, os instrumentos certos e, principalmente, conhecimento e paciência, é super possível começar a prática. Claro que você não vai sair da total falta de verde para os jardins suspensos da Babilônia, tá, meu bem? 🙊 

Comece a ler sobre o assunto, pesquise as espécies mais adequadas ao seu tempo/espaço e mãos à obra, ops, à terra! Uma simples busca no site de qualquer livraria, e você terá acesso a milhares de obras sobre jardinagem para iniciantes, jardins verticais, estufas, montagem de hortas, controle de pragas e muito mais no fabuloso universo da jardinagem indoor. ✨🌷

Se já possui plantinhas, mas elas andam desanimadas (#rip 💔), às vezes é possível salvá-las com medidas simples, como troca de substrato (terra ou fibra vegetal), adição de fertilizantes e minerais. O importante é conversar com quem entende e aplicar moderadamente os produtos. E atenção à dica do Prof. Roberto Takane, do Departamento de Fitotecnia da UFC: "Para quem nunca cultivou uma planta, o ideal seria começar pelos cactos e plantas conhecidas como suculentas. São muito resistentes a situações como falta de água e ao cultivo em ambientes secos e quentes". Dá certinho aqui, né, amados? Afinal, um sol para cada pessoa. 🌞🌞🌞

2. Sempre cabe mais uma

Animação mostra corações saindo de seis vasos de planta

Tenho 23 plantinhas e cuidar delas é uma terapia, amoooo!Maria Alice, estudante.

A louca das plantas, quero todas que vejo. Aceito doações!Vitória Ferreira, estudante de Psicologia.

Tô vendo a hora de entrar o Mogli aqui!Virgínia de Sousa, estudante de Gastronomia.

Todo dia de manhã dou banho nelas. 🥰 Já tenho várias mudinhas novas. Tô muito feliz 💚 – Victória Costa, estudante de Farmácia.

Tranquilo! Tenho tido o dedinho verde rsrsrs Tô conseguindo até criar minha arrudinhaCarlos Davi, estudante.

Pode começar a tocar Welcome to the Jungle 🎶, que chegamos àqueles que são tão amante de plantas que poderiam estar em um dos episódios de acumuladores dos programas de TV por assinatura. 🤭😂 Na casa da Maria Alice, por exemplo, a população vegetal supera, e muito, a humana. Já a Virgínia está se sentindo a própria menina-lobo. 🐺 Em comum, esses depoimentos têm o compromisso de incluir o cuidado com as plantas na rotina do dia a dia, aquele desejo irreprimível de pedir "só uma mudinha" onde quer que se vá e muito amor pela natureza. 💚

Nas metrópoles contemporâneas, com a vida cada vez mais agitada e rodeada de concreto, ganha força a tendência #urbanjungle (selva urbana, em inglês), uma atitude de resgate do contato com a natureza sem sair do ambiente da cidade. A ideia é adotar um estilo que traz a natureza para dentro dos lares urbanos, mesmo que não se disponha de jardins ou espaços ao ar livre para o cultivo. 

A tendência se tornou um estilo de decoração, e mesmo de vida, priorizando ambientes com móveis e objetos que usam componentes naturais. E para vocês ficarem mais "passados", saibam que hoje já temos os "plant influencers", influenciadores digitais da jardinagem! #poistaí Alguns dos mais seguidos nas redes são a apresentadora brasileira Carol Costa, os designers Igor Josif e Judith Graaf, do blog Urban Jungle, e as blogueiras Morgan Doane e Erin Harding, do House Plant Club.

3. É "planterapia" que chama?!

Animação mostra o personagem Irmão do Jorel alegre regando um jardim

As plantinhas salvam uma manhã!Jefferson Veras, professor do Departamento de Ciências da Informação.

Cuidando de minhas plantinhas e aprendendo com elas a afastar o estresse e a cultivar o bem-estarEd Borges, estudante do Mestrado em Comunicação.

Cuidar das minhas plantinhas está sendo uma terapia pra mim neste tempo tão difícilVitória Furtado, estudante.

Estreitamos relações. kkkk Tem sido minha válvula de escape. É muito bom vê-las crescer 😍 – Alia Santos, bibliotecária e ex-aluna da UFC.

Daqui a pouco fico como elas, de tanto criar raízes! 😂 – Michele Carvalho, estudante de Letras Português-Inglês.

Neste período de distanciamento social que atravessamos, muito tem se falado sobre a importância da saúde mental e de atividades antiestressantes e promotoras do bem-estar. A jardinagem e a horticultura são vistas como terapias já de loooonga data, desde a Antiguidade. ⏳ 

As pesquisadoras estadunidenses Sharon Simson e Martha Strauss, na obra "Horticultura como Terapia: Princípios e Prática" (tradução livre), lançada em 1998, contam que os primeiros registros de jardins utilizados terapeuticamente remontam à civilização egípcia. Sabe qual prescrição membros da realeza que estavam com problemas de saúde mental recebiam dos médicos da corte? Longas caminhadas em jardins do palácio, olha só!

O ato de cuidar de plantas traz em si diversos benefícios, tais como: purificação do ar; menor variação de temperatura; absorção da radiação solar, diminuindo o desconforto da luminosidade; embelezamento natural dos ambientes, isso só para citar alguns. 🌻

4. Cura pela natureza

Animação mostra homem tomando chá em uma xícara enorme

A @lafitoufc me fez amar as plantinhas cada vez mais 🌻💕 – Mara Aguiar, estudante de Farmácia e integrante da Liga Acadêmica de Fitoterapia da UFC – LAFITO.

Além dos benefícios para a saúde relacionados diretamente ao uso de plantas medicinais, muitos estudos apontam que o cultivo é um ato terapêuticoBeatriz Mota, estudante de Farmácia e integrante da LAFITO.

Como nada é à toa no BuzzUFC, ontem (21 de maio) foi o Dia Nacional da Planta Medicinal. Essa data é uma homenagem ao farmacêutico e professor emérito da UFC Francisco José de Abreu Matos (1924-2008), que nasceu nesse dia e dedicou a vida ao estudo e divulgação da fitoterapia, tornando-se referência internacional na área. O legado de Abreu Matos continua firme e forte 💪 na UFC, por meio do projeto Farmácias Vivas, fundado por ele em 1983, e do Horto de Plantas Medicinais, que leva seu nome e hoje é coordenado pela Profª Mary Anne Bandeira.

A ciência confirma o que a sabedoria popular das vovós já conhecia há tempos. Um chazinho para isso, uma compressa para aquilo, um "lambedor"... Quem nunca utilizou? 🤒❤️ 

O estudo das propriedades terapêuticas das plantas foi e continua sendo objeto de interesse na formação dos futuros farmacêuticos. Lá no curso de Farmácia, a LAFITO congrega estudantes interessados no tema, como a Mara e a Beatriz. "As atividades dos nossos projetos são pautadas no tripé acadêmico de ensino, pesquisa e extensão e visam à promoção do uso racional de plantas medicinais, por meio da investigação, da valorização e da validação do conhecimento popular, em conjunto com a perícia do saber científico", explica Beatriz, dando como exemplo de plantinhas medicinais facilmente cultiváveis a erva cidreira, o manjericão e a malva-santa. #Partiu fazer sua hortinha? 🏃🏻‍♀️🏃🏻 

5. A evolução do feijãozinho no algodão

Animação mostra coala em uma árvore mastigando folhas

Eu fiz uma hortinha no meu quintal. Fiquei muito feliz por ter feito algo que só fiz quando era criançaCláudia Morais, estudante de Educação Física.

Elas me alimentamJúlia Lemos.

Por último e não menos importante, vamos lembrar que plantas são comida 😋 e, como tal, podem entrar em nosso cardápio diário com um gostinho especial de "fui eu que plantei". 🥗 No último BuzzUFC, até abordamos a adoção do vegetarianismo e do veganismo por vários participantes da nossa enquete! 

A manutenção de hortas e pomares domésticos garante frutas, verduras, hortaliças e temperos fresquinhos e livres de aditivos químicos. Uma opção saudável à mão no preparo das suas refeições diárias. 🍃 

Se você é daqueles que deita e rola no sal, ter em casa mudas de manjericão, alecrim, tomilho e orégano podem ajudar a diminuir o consumo desse tempero. Vamos ajudar sugerindo aqui uma receitinha de sal de ervas da Bela Gil, para o seu prato deixar de ser um Lollapalooza do sódio. 😅

"Ai, mas eu preciso de um espaço muito grande, não vou nem tentar" 🙄. Não mesmo! Existem opções de plantio baratas e descomplicadas. É possível encontrar no mercado hortas de diferentes modelos e preços, adequadas para casas ou apartamentos. É só escolher o que mais combina com seu estilo de vida e decoração. Se você é o rei/rainha do "faça você mesmo" e não perde os programas do GNT, pode até fazer uma com materiais que iriam para o lixo, como garrafas pet. Não tem desculpa, bebê! 

Gostou da lista e pretende deixar seu canteiro com um verdinho tendência, de dar inveja nas plantas de plástico? Então vamos lá: avental ok, vasinhos ok, pazinha ok, a terra tá ok. Brota no quintal, para desenrolar esse jardim de uma vez! 🎶

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional - e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300