Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

Projeto idealizado por estudante de Engenharia Civil vence Prêmio Mude o Mundo como uma Menina

Imagem: foto de uma jovem de cabelos longos e cacheados segurando um celular No bom "cearês", "ruma" significa um conjunto de coisas. E foi com a intenção de reunir conhecimento para proporcionar um destino melhor a alunas de escolas públicas que a estudante Sabrina Cabral Souza, do Curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Ceará, criou o Ruma, um dos projetos vencedores do Mude o Mundo como uma Menina.

Esse é o segundo prêmio que a estudante conquista em menos de um mês. Em outubro, Sabrina foi classificada na 1ª London Leadership Competition como uma das principais lideranças juvenis no Brasil. Agora, foi uma das cinco vencedoras do Desafio Juntas Somos Força, da segunda edição do Prêmio Mude o Mundo como uma Menina, organizado pela Força Meninas, plataforma educativa com foco no empoderamento feminino e na igualdade de gênero. O Desafio, categoria inédita na premiação, foi criado no contexto da pandemia da covid-19 com o objetivo de incentivar jovens que estão começando a desenvolver ideias transformadoras.

O Ruma consiste na capacitação de meninas e pessoas LGBTQ+ alunas de escolas públicas do Nordeste brasileiro que tenham interesse na área de STEM (sigla em inglês usada para identificar uma abordagem integrada das disciplinas de ciências, tecnologia, engenharia e matemática).

A intenção, segundo Sabrina, é inserir as estudantes nessa área de conhecimento incentivando projetos e intervenções em suas comunidades com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). Assim, são alguns dos pilares do projeto: igualdade de gênero, redução das desigualdades, cidades e comunidades sustentáveis, e parcerias e meios de implementação para o desenvolvimento sustentável.

Imagem: arte do projetoO projeto foi inscrito no Desafio como uma "ideia" e, para desenvolvê-la, a estudante contará com a mentoria da SiliconHouse, hub de negócios do Vale do Silício (Estados Unidos). A estudante de Engenharia Civil conta que teve a ideia durante um treinamento do programa Peace Leaders, oferecido pela ONG sueca Fryshuset em parceria com a Prefeitura de Fortaleza com o objetivo de incentivar jovens afetados pela violência a impactar positivamente suas comunidades.

"Eu vim desenvolvendo a ideia durante a pandemia em casa, participando de algumas iniciativas para desenvolver o meu perfil de liderança", aponta, lembrando também a importância de sua atuação no Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (PACCE) da UFC para a idealização da proposta apresentada no Prêmio.

"Toda a vivência com a aprendizagem cooperativa e outras metodologias que aprendemos no PACCE me ajudou a ter autonomia, valorizar minha historia, melhorar minhas notas, fazer amizades com estudantes de vários cursos da UFC e perceber como todas as áreas de conhecimento podem trabalhar juntas para um mundo melhor, como eu proponho no meu projeto", destaca.

Além do Ruma, venceram o Desafio Juntas Somos Força os projetos: Otto, robô programável para ensino básico e lógica de programação; FribroFly, aplicativo com ferramentas para alívio dos efeitos físicos e psicológicos da fibromialgia; Daltro, projeto de educação financeira para meninas e mulheres; e Caravana, iniciativa de apoio escolar ao enfrentamento da violência sexual.

Fonte: Sabrina Cabral, estudante do Curso de Engenharia Civil – e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300