Barra do Governo Federal
UFC e você contra o mosquito

Procurar no portal

Servidor surdo da Pró-Reitoria de Planejamento é aprovado em seleção para doutorado da FGV

Imagem: Fábio Luiz Benício Maia Nogueira, servidor técnico-administrativo da Pró-Reitoria de Planejamento da UFC (Foto: Guilherme Braga)Fábio Luiz Benício Maia Nogueira, servidor técnico-administrativo da Pró-Reitoria de Planejamento da UFC, acaba de ser aprovado na seleção do doutorado em Administração Pública e Governo, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das principais instituições do País na formação de pessoal qualificado para a administração pública. Antes, em 2012, Fábio já se tornara o primeiro surdo do Brasil a concluir o mestrado em Administração, pela Universidade de Fortaleza (Unifor).

Com ajuda de um aparelho auditivo e grande habilidade para fazer leitura labial, Fábio consegue superar as limitações e se comunica através da fala e da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Há sete anos como servidor da área administrativa da UFC, ele explica que o trabalho na Instituição o ajudou a perceber a importância de estimular a inclusão dos servidores surdos através da convivência no ambiente organizacional – algo que ele pretende aprofundar nos estudos do doutorado e executar na administração pública. "A pessoa surda também pode mostrar capacidade de liderança", ensina Fábio. Segundo ele, são necessárias mais políticas de ação afirmativa em relação à gestão de pessoas.

Fábio diz que não gosta do termo "deficiente", que lhe soa inadequado. Prefere ser tratado como "surdo", por entender que isso também é uma forma de inclusão. "A superação e a redução das desigualdades ajudam a acabar com a marginalização, o preconceito e a discriminação. É preciso buscar renovação social e mais equidade", salienta o servidor, que iniciará o doutorado em fevereiro, no Rio de Janeiro.

COMPROMISSOS DA UFC – Inclusão e acessibilidade das pessoas com deficiência são compromissos da UFC. Desde 2010, a Universidade dispõe de um setor exclusivo para elaborar ações de inclusão de pessoas com deficiência, a Secretaria de Acessibilidade UFC Inclui, que, assim como o próprio nome sugere, busca integrar pessoas cegas, surdas, cadeirantes e com outras limitações de mobilidade no dia a dia da Instituição.

Alguns fatos recentes ilustram a seriedade com que a Universidade trata essa questão. Em julho de 2014, pela primeira vez na UFC, um professor surdo foi o orador representante do corpo docente em uma solenidade de colação de grau. Em novembro, durante os Jogos Universitários Brasileiros (JUB), o judoca da UFC Erenildo Souza, que é cego, protagonizou um momento emocionante ao disputar uma luta com um atleta sem deficiência visual nas mesmas condições regulamentares.

SAIBA MAIS
Acesse a Cartilha de Acessibilidade da UFC:
versão em pdf
versão com autodescrição

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fones: 85 3366 7331 e 3366 7332

Créditos

© 2018Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo