Procurar no portal

UFC e você contra o mosquito

UFC terá Centro de Excelência em Políticas Educacionais; Prof. Jorge Lira assumirá gestão

A Universidade Federal do Ceará continua investindo em centros especializados para aglutinar pesquisas inovadoras de alto nível. A exemplo do Centro de Referência em Inteligência Artificial (CRIA), localizado em seu Condomínio do Empreendedorismo e Inovação (CEI), a UFC ganha agora o Centro de Excelência em Políticas Educacionais, unidade multidisciplinar, multidepartamental e multicêntrica, vinculada à Reitoria, que consistirá em um centro de ciência de dados aplicada à educação.

Imagem: O objetivo maior do Centro de Excelência em Políticas Educacionais é colaborar com a elaboração de políticas de aperfeiçoamento do ensino básico até o ensino superior. (Foto: Viktor Braga/UFC. Registro fotográfico feito antes da pandemia de covid-19)

Trabalhando principalmente com tecnologias educacionais e ferramentas estatísticas e computacionais, a unidade será dedicada à elaboração de políticas públicas baseadas em evidências. Ex-titular da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) e cientista-chefe da área de Educação Básica do Governo do Estado do Ceará, o Prof. Jorge Herbert Soares de Lira, docente do Departamento de Matemática (Centro de Ciências), se dedicará à nova missão.

Leia também: Prof. Rodrigo Porto é empossado como pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação em solenidade na Reitoria

Segundo ele, o Programa Cientista-Chefe foi o catalisador que deflagrou todo o processo e jogou luz à necessidade institucional de dedicar maiores esforços à elaboração de políticas públicas educacionais a partir de evidências quantitativas, fornecidas por dispositivos tecnológicos. O até então pró-reitor disse que a proposta dá concretude a um processo de articulação que encontrou fortes ecos dentro da própria gestão superior.

"A Reitoria já vinha promovendo essa discussão. A ideia é que o novo centro seja o lugar natural das ações de renovação do pensamento educacional. A perspectiva é que muitas coisas sejam integradas, como o Programa de Apoio e Acompanhamento Pedagógico (PAAP), a coordenação das graduações semipresenciais, as ações de formação de professores e gestores educacionais, as atividades de avaliação e monitoramento, a construção de plataformas adaptativas, dentre outras", disse o Prof. Jorge Lira, acrescentando que o interesse da Reitoria é que nada seja descontinuado, mas haja uma apropriação do centro pelos atores já envolvidos com política educacional na Universidade.

Imagem: Prof. Jorge Lira, novo diretor do Centro, ao lado do reitor Cândido Albuquerque (Foto: Viktor Braga/UFC. Registro feito em novembro de 2019, antes da pandemia)

Entre as incorporações realizadas ao centro, está o Laboratório de Mídias Educacionais (LME), laboratório avançado, multidisciplinar e multiusuário institucionalizado pela Portaria nº 191/2020 do Gabinete do Reitor, para servir à comunidade acadêmica com o desenvolvimento e a oferta de soluções tecnológicas inovadoras em educação.

Assim como várias outras iniciativas que serão aglutinadas na recém-criada unidade, a ideia é melhorar o ensino básico e, em paralelo, municiar o ensino superior com evidências e equipamentos que serão fundamentais daqui para a frente, principalmente após a pandemia. O docente já vislumbra os desafios que o centro encontrará, como, por exemplo, tornar palpáveis os resultados das pesquisas educacionais no ensino básico e projetar internacionalmente essa produção científica.

Confira entrevista do Prof. Jorge Lira à UFCTV:

"Precisamos estar abertos a pesquisas, referências e práticas internacionais em educação, ampliando nossos horizontes acadêmicos sobre o tema, ao mesmo tempo que nos conectamos mais fortemente à realidade das escolas e do sistema público de educação básica e respondemos a suas urgentes demandas para hoje e para o futuro. Um outro desafio que abraçamos, e está prosperando no circuito externo, é o de construção de redes de educação. É um caminho de muita criatividade, no qual já enxergamos uma necessidade imensa", enumera o cientista-chefe, destacando ainda o potencial aguardado para a nova unidade: o de se tornar um hub de inovação educacional.

Com os olhos do mundo voltados para o momento atual de crise sanitária e educacional, fruto do prolongamento da pandemia, a gestão do novo centro já se prepara para ter muito trabalho pela frente. "Vivemos um momento de ajuste da aprendizagem, que exige um trabalho imenso de recuperação das universidades. Essas crianças e jovens que hoje estão tentando se recuperar e correr atrás do prejuízo serão os próximos graduandos e pesquisadores. Isso traz uma responsabilidade imensa", antecipa o diretor.

Para a secretária da Educação do Estado do Ceará, Eliana Estrela, a expectativa com relação ao Centro de Excelência é de somar experiências para mudar o rumo da história de muitos alunos cearenses. "O Prof. Jorge Lira é um grande parceiro. Como cientista-chefe, colabora em ações da educação infantil ao ensino médio, sempre alinhado com os objetivos do Governo do Ceará para a promoção de uma educação pública de qualidade e equitativa, e com mais oportunidades de formação continuada para os professores. À frente do Centro de Excelência em Políticas Educacionais, vamos continuar construindo pontes entre a Secretaria da Educação do Ceará (SEDUC) e a Universidade", garantiu a secretária, que espera seguir agregando à educação básica cearense a visão acadêmica, para apoiar as redes de ensino no período pós-pandêmico e garantir fortalecimento dos programas já existentes no Ceará.

Em consonância com a secretária, a vice-governadora Izolda Cela disse acreditar que a UFC, ao criar o centro, fortalece uma ambiência de colaboração muito importante para a educação pública no Estado. "A experiência que temos tido com o Programa Cientista-Chefe, no qual a SEDUC tem o Prof. Jorge Lira como parceiro, já mostra a valiosa contribuição dessa interlocução. Tenho boas expectativas a respeito do centro, porque fortalece e institucionaliza essa parceria. Serão aprendizagens muito importantes para quem está na educação pública, com reverberação tanto para as equipes municipais quanto para a própria Universidade", disse a dirigente.

Imagem: Vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, disse que a criação do Centro institucionaliza ainda mais a parceria do Governo do Estado com a UFC  (Foto: Ribamar Neto/UFC. Registro feito em dezembro de 2017, antes da pandemia)

Para Izolda, que também ex-secretária de Educação de Sobral, tal aproximação traz para a Universidade dados da realidade, contribuindo para a realização da sua missão e para transformar a trajetória de crianças, jovens e famílias.

Encerrando sua participação como pró-reitor, o Prof. Jorge Lira abraça a nova atribuição com gratidão à gestão superior pela confiança. "Primeiro, agradeço ao reitor, que sempre foi um observador atento da realidade da Universidade. Fomos convidados por questões técnicas, uma característica de sua visão de gestão, que vai muito além de escolhas meramente políticas. E parabenizo também toda a administração pela ousadia e inovação de abrigar essa ideia", sintetizou.

Ao assumir o novo centro, Lira "passa o bastão" da PRPPG ao Prof. Francisco Rodrigo Porto Cavalcanti. Docente do Departamento de Engenharia de Teleinformática (Centro de Tecnologia), Porto é fundador e coordenador do Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (GTEL). O nome do pró-reitor-adjunto, contudo, deverá ser anunciado somente nos próximos dias.

Fonte: Gabinete do Reitor – e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço

Av. da Universidade, 2853 - Benfica, Fortaleza - CE, CEP 60020-181 - Ver mapaFone: +55 (85) 3366 7300